sinestesia

Fogão de Indução

Adquiri, alguns meses atrás, um fogão de indução da marca Electrolux, modelo ICP30. Existe extrema semelhança visual deste equipamento com os de outras marcas, como Brastemp, Tramontina, Fischer e mais alguma outra marca conhecida que eu pesquisei e devo ter esquecido. São modelos com o mesmo tamanho físico, similar distribuição dos botões, e mesma potência, fato confirmado pela nomenclatura similar, que sempre contém o número “30″ em sua formação. Em outras palavras, trata-se, provavelmente, de um mesmo equipamento OEM chinês que recebe a etiqueta das respectivas marcas famosinhas.

Aliás, acaba de me ocorrer que menti. São duas unidades do tal fogão de indução. Duas bocas de fogão é tudo o que eu necessito nos picos de demanda da minha cozinha. Desfiz-me de meu fogão a gás por conta, em parte, do trambolho que é um botijão de gás em um apartamento cujo prédio não tem abastecimento central de gás. Eu não consegui fazer um teste de rendimento, mas li, em alguns lugares na internet, que o consumo de energia, em Reais, é equialente entre uma boca a gás e outra a indução.

Fogões de indução são fogões elétricos, mas não devem ser confundidos com seus primos vitro-cerâmicos. Estes últimos aquecem as panelas através de resistências elétricas, sendo extremamente ineficientes. Além disso, são perigosos, pois a superfície de aquecimento continua aquecida depois da retirada da panela. Fuja dos vitro-cerâmicos. Ah, eles são extremamente lentos para aquecer. Fuja.

Entre as vantagens do fogão de indução, posso citar as seguintes:

- O aquecimento é rápido e previsível, se comparado com uma boca a gás. Comparar com um vitro-cerâmico seria considerado bullying;

- O equipamento, usando o princípio das correntes de Foucault, aquece diretamente a panela, reduzindo o desperdício e proporcionando a velocidade descrita acima;

- É muito seguro. Qualquer material orgânico, como a sua mão ou uma gatinha fofinha e bagunceira pode ser colocada em cima da superfície de aquecimento com o fogão ligado, e nada acontecerá. O fogão a indução só atua em materiais ferro-magnéticos, o que pode ser visto como desvantagem, pois este fogão só funciona com panelas de aço ou ferro, o que chega a ser uma vantagem: você vai finalmente se livrar das panelas de alumínio, que estão te intoxicando lentamente há décadas;

- O aquecimento ocorre sem resíduos de combustão, reduzindo a lambança na cozinha. Sim, parte da sujeira grudenta nas paredes da sua cozinha vem da combustão do gás. Bom, não é queimado oxigênio do seu ambiente, além disso.

Neste modelo específico, e provavelmente nos seus primos de outras marcas também, temos as seguintes características:

- Os comandos são simples, dispostos em uma interface sensível ao toque na parte inferior da superfície de aquecimento. Numa parte que não aquece, claro;

- Possui diversos níveis potência, e algum deles será perfeito para a etapa de cozimento de que se necessita;

- A superfície de aquecimento é toda em vidro de alta resistência, e sua limpeza é trivial, resultando em um belo utensílio com um mínimo de demanda de cuidado;

- É portátil, podendo ser guardado quando fora de uso, ou transportado para diferentes locais da casa;

- Esta implementação tem seus defeitos, como a ventilação forçada. Por conta disto, sua operação possui nível de ruído equivalente ao de um forno de microondas.

Um dos meus fogões de indução veio com defeito na tecla de diminuição de potência. Os técnicos da Electrolux resolveram rapidamente o problema, mas nota-se claramente que o sistema de controle da qualidade não é uma prioridade dos fabricantes atuais.

Outro problema é o ruído de 60 Hz, baixo mas persistente, que ambas as unidades apresentam durante alguns períodos. Para evitar o incômodo, tiro o bicho da tomada quando fora de uso.

Apesar destes pequenos percalços, que gerações mais novas do equipamento provavelmente resolverão, trata-se de um fogão excelente. Tanto que não pretendo voltar ao fogão a gás.

About these ads

Navegação de Post Único

34 comentários sobre “Fogão de Indução

  1. Line em disse:

    Olá, tenho um fogão de indução da fischer de 1 boca, comprei exactamente para fazer feitura fora de casa, mas nas duas vezes que usei ele parece não chegar na potência alta, ele esquenta um pouco, coloquei em 1800 graus, e nada de conseguir fritar, ele parece ficar o tempo todo alternando a temperatura, trabalha um pouco….e para, e assim vai, a impressão é que ele não trabalha nas temperaturas altas, acho que estou diante de um problema, como explicar isso para o vendedor…. Abraços!

    • gilvas em disse:

      eu faço algumas frituras em casa, mesmo na potência 4. o meu fogão é graduado até a potência 6, para teres uma ideia. quanto óleo tu usas? é muito, tipo para fritar pastel? tem outro comentário de um usuário cujo fogão não consegue alcançar potências elevadas; olha lá, eu acho que ele pediu para substituir o fogão dele, era defeito mesmo. podes testar usando uma quantidade padrão de água, cronometrando os tempos para fervimento e acompanhando o comportamento do fogão.

      • Line em disse:

        Fiz alguns testes com outras panelas e cheguei a conclusão que o problema aparece somente com a panela de fundo triplo que vem junto na compra do fogão, vou reclamar na loja, não sei o que pode ser, talvez a má qualidade do produto….sei lá!!

      • gilvas em disse:

        para referência, as minhas panelas são da tramontina, fundo triplo.

  2. Só sobre a questão da nomenclatura: Não, não é porque é um mesmo produto OEM encapsulado. Os números 30, 60 e 80 referem-se ao tamanho do cooktop. Os tamanhos padrão de mercado são de 30 cm (dominó), 60cm e 80cm de largura. Os fogões cooktop da Electrolux de 60 e 80cm são fabricados na Alemanha e os da Whirlpool (Brastemp / KitchenAid) são fabricados na Itália. Claro que daqui a alguns anos todos virão da China ou de Manaus, mas ainda não é o caso… Tem um video interessante no Youtube no canal ElectroluxUSA que mostra passo-a-passo a fabricação de um cooktop de indução. E se procurar acha a versão dublada em português deste vídeo porque passou no Discovery Channel.

  3. Jorge em disse:

    Boa tarde, Gilvan.

    Li no seu blog a ótima resenha sobre o cooktop a indução da Electrolux. Pela franqueza e foco na experiência do usuário, ela foi a referência mais importante para a minha decisão de compra. Por isso, tomo a liberdade de dividir com você minha apreensão com um suposto problema:

    Nas potências 1 a 4, o aquecimento oscila numa frequência regular. Isso ficou evidente quando testei uma panela apenas com água e percebi a variação pela intermitência na formação de bolhas. A ventilação também cessa sincronizadamente e tudo duro pouco mais de um segundo.

    Nas potências 5 e 6, o aquecimento e a ventilação são contínuos.

    Isso ocorre com os seus cooktops e é uma característica do produto ou estou mesmo diante dum problema?

    • gilvas em disse:

      bom dia, jorge. é muito provável que estejas diante de um problema. nos meus dos cooktops electrolux eu só percebo variação similar à que descreves, e me parece proposital, no nível 2. esta variação entre dois níveis é bem marcada no tempo, e considero-a muito útil quando estou cozinhando sopa. mas não há desligamento do ventilador, então creio que estás diante de um problema, um desligamento da unidade de potência do teu cooktop. tive problema similar com o botão de diminuir potência, e só tive certeza de que era um problema ao comparar com minha outra unidade. a qualidade dos produtos de consumo tem caído muito, e creio que a abordagem do fabricante tem sido esperar para ver se o cliente reclama. funciona quando o cliente demora para usar o equipamento, mas não é sempre que isto acontece. qual a marca do teu cooktop?

      • Jorge em disse:

        Gilvan, o problema não ocorre ao alternar entre as potências, mas na manutenção delas. Por exemplo, na potência 4, sem qualquer intervenção manual, há uma clara oscilação no aquecimento e também na ventilação. O mesmo ocorre nas potências inferiores. Já na 5 e 6, o desempenho é constante.

        Seu depoimento foi esclarecedor e afirma minha suspeita. O meu cooktop é o ICP30 da Electrolux, igual ao da ilustração desse artigo. Foi comprado pela Internet e já solicitei a troca por precaução.

        Obrigado!

      • gilvas em disse:

        então: é exatamente o caso, é na manutenção da potência em nível dois apenas, mas não parece ser um defeito. a alternância é bem lenta e marcada, parece ser intencional. da potência três acima ela fica constante, ou seja, não há variação. a ventilação, por sua vez, não varia em nenhum dos níveis. a melhor opção é trocar o fogão mesmo, por prevenção. espero ter ajudado.

        Em 25 de outubro de 2013 16:16, sinestesia

      • Jorge em disse:

        Ajudou bastante.

        O fato da alternância nos seus cooktops só ocorrer no nível 2 e no meus até o 4, é suficiente para justificar a troca.

        Obrigado.

  4. luciano henrique redel em disse:

    a lei que se refiriu é a lei de Faraday,de indução eletro magnética,este é o principio usado nestes fogões.

  5. diego & carol em disse:

    Obrigado pela dica, vizinho. Adoramos a parte que diz que não teremos patinhas felinas queimadas. Logo logo sai o convite

  6. Pamela Bendini em disse:

    Oi…ano passado comprei um fogão por indução Electrolux IC60, porém ainda não foi instalado, pois 2 eletricista que chamei, me informaram que, tenho que trocar toda a fiação da minha casa, pois não suportaria.
    Alguém teve dificuldade no momento da instalação? pois o produto vem sem fiação, e alguém sabe me informar o que tenho que comprar para fazer a instalação? obrigada…

    • gilvas em disse:

      Segundo informações do produto, o IC60 consome 7400 W em sua potência máxima. Comparando, um chuveiro consome na faixa de 5000 W. Ou seja, para este modelo que compraste é necessário garantir uma instalação com potência compatível. Tu vais ter de comprar cabos e um disjuntor novo para o circuito da cozinha. Verifica também se a tomada é compatível, pois tomadas de potência, no padrão novo, possuem pinos mais grossos. Todavia, o eletricista foi exagerado ao dizer que “tem de trocar toda a fiação da casa”; basta reforçar os circuitos da cozinha. Quanto à bitola dos cabos e a especificação do disjuntor, depende também das outras cargas que tenhas na cozinha, então é bom conversar com o teu eletricista sobre o assunto.

    • Cara Pamela Bendini, uso os meus fogões normalmente. Eu tenho dois icp30 portáteis, 1 ic80 e um igual ao seu ic60. O seu fogão é o modelo IC60 e este é somente alimentado com 220 volts. O manual recomenda usar 220 volts e o neutro com cabo flexível de 6mm. Sua residência tem 220 volts no padrão? Se for só 110 volts, você deverá solicitar a companhia elétrica que lhe entregue 220 volts e terá de mudar o relógio do seu padrão. A análise pode ir mais a fundo dependendo da fiação da sua casa, mas ter que trocar tudo acredito que não. O problema são os maus profissionais em campo que nos desorientam. Eu sou eletricista e não vejo impossibilidades técnicas em situações como a sua.

  7. Olá caros amigos! Tenho dois Electrolux ICP30 e um IC80. Fiquei viciado em fogões de indução e adianto que é vantagem do início a fim. Como dito, a troca das panelas é a primeira vantagem. Chega de alumínio contaminando a gente e os rios. A segunda é a eficiência. Esquenta muito se precisar. A conta de luz aumentou exatamente o preço que pagava no botijão de gás + 5%. Uma bagatela se comparado com o trambolho de 13kg que acabava nas horas mais impróprias… realmente alguns modelos são os mesmos. Os meus portáteis eu os levo pra cima e pra baixo e detono sem medo. Até cheguei a ligá-los em gerador a gasolina em acampamento e funcionou bem. Recomendo. Thales, gastrônomo e entusiasta da boa cozinha!

  8. Alessandro em disse:

    Oi,
    Eu comprei um modelo modelo igual ao seu que chegou ontem. Eu li o manual duas vezes antes de comprar. Não gostei porque dizia que uma tomada de 10A era suficiente mas não é verdade tem que ser uma de 20A. Testei meu jogo de panelas Meridional INOX com imã para ver se funcionaria e o imã grudou. Enfim troquei a tomada e quando fui testar ela apitou e não reconheceu a minha panela. Não sei que houve. Tenho receio de investir em outras panelas e não funcionar também, Quais que você usa? Algum conselho. Já pesquisei um monte na internet.
    Estou tentando uma panela emprestada pra fazer o teste. Preciso de uma idéia. Espero não ter desperdiçado o dinheiro no investimento pois pelos elogios em diversos sites parece ser um excelente produto.

    • gilvas em disse:

      alessandro, eu uso panelas tramontina. é um jogo comum, inox, desses de quatro peças. funciona perfeitamente. aliás, já estou na fase de estranhar fogão a gás. ah, funciona com minha chaleira inox, que nem é de marca ou espessa.

      o meu electrolux veio com tomada de 10A. é estranho pedir de 20A, pois não é um eletrodoméstico tão potente assim. talvez tenha mudado recentemente.

    • gilvas em disse:

      outra coisa, alessandro: o teu fogão pode estar com defeito. dos meus dois, um veio com defeito, e foi consertado em garantia. mesmo assim, os dois, que são idênticos, ainda possuem comportamento diferente na hora de acionar o controle de potência.

      hoje em dia qualidade não parece ser uma obrigação no produto eletrônico. é triste.

  9. Obrigada pelo post – você está ajudando muita gente! Vi este cooktop da Fischer (http://www.fischer.com.br/loja/eletrodomesticos/fogoes/fogoes-de-inducao/inducao-2q.html) descrito como “de indução” com “mesa vitrocerâmica.” Agora fiquei confusa: fujo dele ou compro ele?

    • gilvas em disse:

      acho que a fischer se refere ao vidro do tampo quando diz vitro-cerâmico. o restante eles deixam bem claro, inclusive na foto aparece bem claro que se trata de um fogão de indução. o jeito é escrever para a fischer, mas acho difícil de ser fogão elétrico a resistência, pois o vidro daria muita perda.

  10. João em disse:

    Olá autor(a), eu estou fortemente inclinado a comprar um fogão por indução (pela facilidade de limpeza), mas estou preocupado com o consumo de energia elétrica ($ reais $), estou pensando num quatro bocas, meu perfil é digamos família (eu, esposa e dois filhos). Não consegui encontrar um comparativo energia elétrica X gás. O que tem achado da conta de luz, está igual?

    • gilvas em disse:

      não percebi grande diferença no consumo de energia, mas isto pode ter relação com o fato de que cozinho pouco em casa. todas as referências que consultei falam que o consumo energético é muito similar, com possível vantagem para o fogão de indução. há muitas perdas na combustão, e o calor da boca a gás não se transfere para o metal da panela em uma taxa muito atrativa. em suma, vai fundo que tudo o que aparecer na conta da energia vai desaparecer da conta do gás.

  11. Priscila em disse:

    Ola, boa tarde! Pesquisando sobre fogões por indução, acabei chegando até você…me assustei com a grande diferença de preço entre um electrolux e um fischer…o electrolux é mais fraco ou algo assim? E consigo nele atingir temperatura para cozinhar qualquer tipo de alimento? Aguardo ansiosa pela ajuda!!! Obrigada!!!

    • gilvas em disse:

      se ainda for o mesmo modelo que o meu, a potência é muito boa. fervo um litro de água, na potência 4/5, em questão de dois minutos. me passa os dois modelos para eu verificar.

      • Priscila em disse:

        Poxa…que agradável surpresa…em nenhum dos locais que pedi ajuda, obtive resposta!Obrigada! Vamos lá…o electrolux é exatamente como este que você postou, é o único da marca de uma boca, o fischer é o “Fogão Cooktop Fischer 2Q de Indução – 220v”…sei que tem duas bocas enquanto o outro uma…mas a diferença de valores é de R$ 1700,00 pro da fischer de 2 bocas contra R$280,00 o electrolux de 1 boca…achei muito alta…como meu espaço comporta no máximo duas bocas, que é o ideal para mim, cheguei nesses dois modelos apenas…e aproveitando e abusando um pouco…outra dúvida, eu colocaria o fogão na minha área de lazer, ao lado da churrasqueira, separado dela apenas por um vidro temperado de 10mm, essa proximidade pode ser perigosa? Já entrei em contato com os sacs dos fabricantes, mas gostaria da opinião de quem não está “vendendo” o produto, né! Muuuito obrigada novamente!

      • gilvas em disse:

        então:

        quando eu fiz minha pesquisa inicial, a maior parte dos modelos de mais de uma boca eram muito mais caros do que os de uma boca. isto, pelo que me dizes, não mudou. penso que a diferença é por conta de escala mesmo, ou seja, este modelo de uma boca, que tantas marcas fornecem, é fornecido por um mesmo fabricante chinês, e a electrolux, fischer, tramontina, eles apenas colocam a marca deles em cima.

        eu uso o fogão sobre o tampo da pia, de granito. tenho duas unidades, mas só deixo uma em cima da pia. tiro a segunda do armário apenas quando preciso, o que é raro. a potência é excelente para todas as aplicações lá em casa. já fizemos risoto, sopa, omelete, tudo muito rápido e preciso.

        quanto à distância da churrasqueira, não entendi exatamente a tua preocupação. trata-se de um equipamento eletrônico como outro qualquer, ou seja, não pode ser exposto a muito calor. em outras palavras, se tua churrasqueira é bem isolada com cerâmica refratária, não há problema algum em ter o fogão próximo dela.

        eu só não gosto de fogão embutido, prefiro ter acesso à ventilação dele, para verificar se sempre está limpa.

        se tiveres mais dúvidas, não hesite em questionar.

  12. gilvas em disse:

    mais uma vantagem: não tem chama para apagar quando rola aquela corrente de ar entre a cozinha e a área de serviço!

  13. marcelo de almeida em disse:

    Que fogão e esse Gilvan?? Ele faz arroz , feijao !!! Essas coisas ?? Botijao de gas e uma bomba !! Quando vejo esses motoboys com (03) na garupa da moto descendo aquelas ladeiras de Ouro Preto saio correndo !

  14. Corrente de Foucault não é mais uma das inúmeras tecnologias de disciplinar e punir os vigiados? :P
    Boa pedida essa!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 984 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: