Trabalho

Ontem li uma reportagem sobre os cinquenta anos da conquista do Monte Everest, sequida de matérias sobre os sherpas e sobre Edmund Hillary, o neozelandês que foi o primeiro homem a chegar lá, junto com Tenzig Norgay, seu colega sherpa.

O fato mais notável sobre Hillary é sua disposição incansável para o trabalho, principalmente de natureza manual, ou braçal. Ele batalhou pela melhoria das condições de vida das comunidades sherpa, e isso chega a ser mais notável do que a grande peripécia de subir “uma prodigiosa presa na mandíbula do mundo”, segundo o alpinista George Mallory.

Os sherpas, por sua vez, mantém grande parte das dificuldades de seu mundo nas alturas. Consideram que precisam caminhar, pois são sherpas, e “nós andamos”, conforme as palavras do rimpoche de Tengboche.

Contrapondo, lembro de uma das moças de Edifício Master, dizendo quanto gostaria de “não fazer nada, ficar de papo para o ar”. Horror, horror. Adoro me espreguiçar, mas existe um colono dentro de mim, que precisa estar sempre fazendo algo. A idéia de trabalhar nove horas por dia é de difícil deglutição para meu sensível sistema digestivo de conceitos, mas a idéia de um ócio contínuo durante toda a existência parece-me um castigo cruel.

Não consigo entender pessoas que não gostem de andar, ou de fazer as coisas. Tipo, para que vivem? A vida é curta, e o mundo é cheio de pequenas e grandes tarefas e pequenos e grandes caminhos, então porque não fazer algo, não caminhar?

Anúncios

Sobre gilvas

Pedante e decadente, ao seu dispor.
Esse post foi publicado em Filosofia de Boteco, Impressões e marcado , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Trabalho

  1. humberto mac disse:

    me castigue, gilvas! me catigues muitãoooooooooo! hehehehehe.

    pra mim, o lance tem relação com o fato de ninguém me obrigagar a fazer nada. eu ando se eu quiser. mas não me obrigue a andar. ou então, melhor: segura na minha mão e anda comigo.

    🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s