29.06.2003 Tangos e Tragédias

Apesar dos dezoito anos em cartaz, eu nunca tinha assistido ao famoso espetáculo destes gaúchos da Sbórnia. Como pode supor alguém que se depare com este nome, as peripécias dos meninos são baseadas em doses pesadas de ironia, e um espírito anárquico que deixa poucas vezes de transparecer nas cenas.

A dupla possui um visual retrô, remetendo a diversas épocas clássicas do passado, ostentando botas do século XIX, que parecem saídas de um romance de Dickens, suspensórios do tempo da Lei Seca, instrumentos de alguma era perdida da música argentina.

O humor da dupla baseia-se em um tempo perfeito para as piadas, que podem estar contidas nas bem humoradas canções, ou em brincadeiras com os maneirismos típicos do espetáculo. Neste ponto, a interação com o público dá a tônica, seja pelas histórias picarescas que o lambido conta, seja pela expressão corporal do arrepiado.

Existe apenas uma região intocada pelo sarcasmo, onde duas canções românticas, no sentido mais popularesco da palavra, são apresentadas em uma roupagem bucólica. Meu Erro mostra uma sutileza que eu não havia percebido, mas Sozinho continua o trambolho brega de sempre. E acabo de descobrir que o dicionário do MSWord reconhece “trambolho”, mas não “brega”. It’s disgusting, do you know what I mean?

Bom, não deixe de ver Tangos e Tragédias. Tudo está a serviço de saudáveis gargalhadas lá, e a inventividade dos meninos é muito grande. Onde mais trágicas histórias se fazem acompanham por bundadas ao piano? Quem teria as manhas de fazer uma versão crooner de Trem das Onze no idioma bretão, utilizando o pandeiro, a princípio, como holofote para localizar pessoas na multidão? E, diabos, onde estava a Ana Cristina? E isso é só um pouquinho do que acontece sobre aquele palco.

Essa ficou parecendo propaganda…

Anúncios

Sobre gilvas

Pedante e decadente, ao seu dispor.
Esse post foi publicado em Teatro e marcado , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para 29.06.2003 Tangos e Tragédias

  1. Pingback: Esquetes « sinestesia

  2. humberto mac disse:

    eu vi os meninos na tv algumas vezes. achei muito divertido o lance.

    só tenho medo da questão “interatividade” em se tratando de teatro. morro de medo! e se vierem falar comigo no meio do esppetáculo! ai!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s