Impressões de Pele

Sempre quis usar argolas. Fiquei um tempão cozinhando este desejo. Ainda morava em casa, e era dependente de patrocínio. Como se sabe, as atividades de patrocínio costumam limitar as capacidades de expressão dos patrocinados ao permitido pelos patrocinantes.

Assim, este babaca chegou em casa, com vinte e sete anos e dois brincos na orelha esquerda. Meus pais levaram o dia todo para absorver a nova informação. Ao fim do tal dia, vieram, e me perguntaram se era de verdade.

Uau.

Hoje tenho quatro argolas, e nada mais é assim tão chocante, embora Lovely Head, que toca agora, seja deliciosa e perfeita, mas isso não vem ao caso.

O ponto é que eu queria fazer uma tatuagem. O trágico é que eu posso. Não que seja trágico, no sentido bíblico, na verdade é ótimo poder ter liberdade de expressão, mesmo que seja a de expressar uma adolescência tardia, e um tanto ridícula.

O trágico, no tilintar dos talheres de prata que mamãe não tem, é que eu não faço idéia do que eu tatuaria. Praticamente um rebelde sem causa.

***

Ok, confesso! Eu tive uma idéia para uma tatuagem; seria clássica, um coração com uma fita, e um texto “Amo Mamãe” no centro.

Anúncios

Sobre gilvas

Pedante e decadente, ao seu dispor.
Esse post foi publicado em Bobagens e marcado , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Impressões de Pele

  1. humberto mac disse:

    ainda estou louco para tatuar o tal coração clássico com a fitinha. Mas escrito “fuck”. Só ainda não fiz pq não decidi totalmente se nunca jamais me canditarei a vereador.

    um amigo meu fez uma tatoo que babei. A idéia é muito boa: um unicórnio. Mas um unicórnio de origami.

    Fiquei com vontade também de tatuar algo de origami. hehehe

    ah, tatau vc bonitinho estilo mangá, lord tessari!

    e vc me fez revirar aqui meus cds até achar o do golfrapp.

  2. Walkiria disse:

    Uau para tua idéia de tatuagem !

    Estou certa que a progenitora, passados os choques iniciais, sentirá enorme honra ao ver explícito o amor do jovem filhote…

    Sempre fui uma apaixonada por tatuagens, mas sempre soube também, ainda que inconscientemente, que entre o desejo de imprimir uma marca no corpo e o real sentir da agulha perfurando a pele, havia uma sensível e inegável distância …

    Transpor essa barreira invisível só foi possível quando descobri que minha tatoo teria um significado maior, pelo menos para mim…
    Algo que me fizesse lembrar que ainda sou um ser humano e que tenho sentimentos ainda que estupidamente sufocados…

    E te prepare…
    Depois da primeira, sentirás um comichão incomensurável de trazer outros e outros símbolos à pele…

    Besos, siempre…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s