Uns Livros

Andei lendo uns livros ultimamente, e resolvi comentá-los rapidamente por aqui.

Karatê e Black Power

O primeiro da linha foi o clássico Zen nas Artes Marciais, de Joe Hyams. Trata-se de um conjunto de histórias e anedotas vividas pelo autor, seguidas de reflexões sobre a natureza filosófica das mesmas.

Hyams conviveu com significativos ícones das artes marciais, e fez isso nas cercanias da década de setenta, apogeu do kung fu na cultura americana. A principal fonte do livro é o conjunto de eventos junto com Bruce Lee. Dá até para imaginar ambos em calças Adidas, cabelos enormes, dando chutes e filosofando sobre eles.

Mas, fora de pinga, o livro tem umas boas filosofadas, embora não impressione algum praticante mais interessado de artes marciais. As histórias ainda são a melhor parte, tanto pelos acontecimentos quanto pela descrição da cena daquela época.

Depois encarei uma coletânea de crônicas do Jabor. Originalmente publicadas na Folha ou no Estadão (e eu não me lembro, não me perguntem!), elas datam da primeira metade dos anos noventa.

A lembrança clara de alguns dos fatos da época é necessário em muitas partes de Os Canibais Estão na Sala de Jantar. Collor ocupa, direta ou indiretamente, boa parte das páginas. Os ídolos de Jabor, como Nelson Rodrigues, surgem em alguns textos, e há interessantes análises, como a da foto que Rimbaud tirou de um vendedor.

Mais importante do que o assunto, muitas vezes, é a diversão de ler as despirocadas conclusões de Jabor, e sua visão de mundo, sempre processada duplamente pelo cineasta e pelo comunista sessentista. Você pode até xingar o Jabor por ser falacioso e espetaculoso, mas não se pode negar o prazer na apreciação de seus textos. Ou isso, ou tu gostas do gêmeo simétrico dele, Diogo Mainardi.

Não sou chegado em biografias, mas este volume chamou minha atenção em um sebo há alguns anos atrás, e acabei comprando-o; sempre tive curiosidade sobre Maria Callas. Existem redondezas trágico-românticas demais cercando a maior primadonna do Século Vinte para que eu não quisesse descobri-la.

Mas o que impulsionou-me à leitura foi o filme de Zefirelli, Callas Forever. Tirei o livro da prateleira, e comecei a me deliciar com estilo novelão que Mrs. Huffington impõe ao texto. E com razão, pois a história de Callas é um belo roteiro de novela mexicana, recheada de megeras, sofredoras e galãs duvidosos.

O efeito colateral do livro é dar a toupeiras como eu um mínimo de noções sobre o mundo da ópera, e seus rituais e deuses mais populares. E também algumas noções de como o mundo cultural girava na época da segunda guerra.

Outra noção é trazida pelo comportamento hiperbólico de Madame Callas, que baseava-se em sua personalidade dividida. Neste retrato de cores exageradas, sobressaem situações perceptíveis em nosso cotidiano, junto às pessoas que nos cercam. A forma como a história de Mrs. Huffington é desenvolvida permite ao leitor enxergar, na complexa teia de sentimentos de Madame Callas, aspectos sutis de nossos relacionamentos, interiores e exteriores. Maria, em sua fragilidade à beira do irritante, conta um pouco de fragilidades ocultas em nós.

Fui interpelado diversas vezes por colegas e conhecidos, e ouvi muitas vezes indagações sobre quem era a mulher na capa do livro. Achei estranho, pois considerava que Maria Callas, em sua condição de mito, pudesse romper qualquer casca de ignorância. Não que eu soubesse muito mais do que a ocupaçãoo dela ou algo sobre seu relacionamento mais notório, mas… deixa para lá, eu já estou me acostumando com a realidade, e meu psiquiatra disse-me que posso largar os barbitúricos assim que ele terminar de pagar o carro novo dele.

Anúncios

Sobre gilvas

Pedante e decadente, ao seu dispor.
Esse post foi publicado em Literatura e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Uns Livros

  1. Victor disse:

    ah não, jabor não!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s