Sessão Dupla: Finados

Fui assistir Nossa Música ontem, e pouca coisa mudou na minha relação com o Godard; dormi durante metade do filme, e boiei na outra metade.

Fiquei decepcionado comigo mesmo, pois o diretor francês até que se esforçou; não insiste mais em fazer filmes com uma história, e partiu para o que realmente interessa para ele: gerar situações perceptivas inovadoras através da reflexão sobre temas atuais, de preferência citando o maior número possível de grandes escritores e pensadores. Por não haver necessidade de compromisso com uma seqüência lógica de eventos, Godard se solta, e consegue vários insights poéticos e provocadores. Sua habilidade com as imagens ajuda muito nesse intento, e gera um filme coerente com as aspirações de seu realizador.

Em contraste, a pretensão de Uma Amizade Sem Fronteiras é apenas contar uma história bonita, ressaltando uma tolerância muito necessária aos nossos dias. A tradução do título é uma bosta, transformando o belo Monsieur Ibrahim et les Fleurs du Coran em um êmulo de filme lacrimejante da Sessão da Tarde.

Nosso jovem herói chama-se, quase ironicamente, Moisés, e está começando sua vida sexual, e aprendendo várias coisas sobre as mulheres, inclusive que é necessário dar cantadas mesmo quando se trata de mulheres como as prostitutas da rua dele. O garoto conhece Ibrahim, que tem um mercadinho no bairro, e eles desenvolvem uma daquelas lindas amizades cinematográficas. A receita é enriquecida com belos ensinamentos na linha do islamismo místico, ou sufismo.

Os diversos eventos comuns ao estilo estão presentes: as descobertas, as desilusões, as lutas, as voltas para casa, e todos em diferentes ângulos, tanto reais quanto metafóricos. Um bom filme, divertido e leve.

E eles que me desculpem, mas não consigo acreditar em cenas de morte com Omar Shariff; ele é um daqueles caras que nunca vai morrer.

Anúncios

Sobre gilvas

Pedante e decadente, ao seu dispor.
Esse post foi publicado em Cinema Europeu e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Sessão Dupla: Finados

  1. Inês disse:

    Estive final de semana passada fazendo um curso em Camburiu, onde tive a oportunidade de assistir a este filme por duas vezes, com a orientção atencional de um dos roteiristas do filme…..Posso te dizer Gilvan…. é muito mais que um bonito filme…..

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s