Morgan Spurlock: Super Size Me

número um?

Michael Moore criou um movimento fortíssimo no universo dos documentários quando conseguiu romper a barreira da popularidade do gênero, e invadir os cinemarques da vida. Na rabeira dele, veio todo um universo de filmes com maior ou menor qualidade, e os mais susceptíveis de alcançar o sucesso são aqueles que privilegiam o aspecto do diretor como âncora de talk show, veículo garantido para as audiências egocêntricas que a televisão fomenta.

E lá vai Morgan Spurlock dando o seu tiro. Eu já tinha visto Super Size Me no auditório do CFH, em uma daquelas projeções ilegais a quais se dá o nome de “cinema para a comunidade”, um espaço para a discussão sobre a relevância das políticas de direitos autorais. Bullshit! Só vai o povo do CFH e cercanias, que sai de lá discutindo quando vai tocar a próxima bandinha cover de Rage Against the Machine, e mais nada. Povo? Nem o zelador do prédio viu! Quer ser útil para a cultura no Brasil? Destrua uma televisão, ou quantas conseguir!

Bom, como eu ia dizendo, a única informação nova que Spurlock conseguiu me dar é que a platéia típica universitária brasileira é mais estúpida do que eu pensava. Observei isso quando ouvi várias pessoas se abismarem diante das dezenas de lugares comuns que Spurlock vai desfiando ao longo do filme.

Detalhe é que o material do filme daria para preencher, com boa vontade, um curta de dezenove minutos. Aí nosso dublê de cineasta usa seu mote inicial de “um mês chafurdando em junk food“, e usa de tudo para nos enrolar: desde informações batidas de clones daqueles nerds informantes do Fox Mulder até baixarias gratuitas da namorada riponga dele descrevendo a performance sexual em decadência de Spurlock. Patético.

Pelo menos Moore tinha aquela cara engraçada de gandula do time de futebol do Capitão Caverna.

Anúncios

Sobre gilvas

Pedante e decadente, ao seu dispor.
Esse post foi publicado em Cinema Gringo e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Morgan Spurlock: Super Size Me

  1. A Nerdita disse:

    Fox, Gilvan, Fox Mulder

    😛

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s