Ficção No. 28

Ouvia os carros na pista, próximos como um desejo de fome. Estava parada, dois dedos no queixo, adivinhava os arredores. As sirenes furtavam linhas do ar no espaço ao redor, ondulavam dentro de feixes, anúncios de chegada, pausas demarcando o contínuo daquela tragédia particular.

Ela seguiu os destroços vagarosamente: um caco de lanterna, um caco de espelho, seu ou da moto, um pente, onde estaria a bolsa, papéis de banco, uma foto rasgada, velha demais para ser lembrada, brincos grandes de festa à fantasia, e o raio da bicicleta, com o pequeno pé enlaçado, preso, como se o cadáver tivesse de estar seguro até que a polícia chegasse.

Ombro arranhado, sangue, quem sabe quantos pontos quando descobrisse o quanto aquilo fora mesmo assustador, quando viera uma moto do nada, junto aos carros, e levara a frágil bicicleta para as amuradas, depois dela haver caído, deixado seu garoto, sua frágil cria, presa ao guidão, sua lembrança doída de linda de um prazer dado por um guri desses que sempre haviam de deixa-la.

Os olhares vinham das janelas de vidro verde, e mesmo das películas de setenta por cento dardejavam-na com olhos alheios e sinais de que a vida deveria ter parado um pouco antes, quando havia porquê.

E ela exclamou “porquê?” quando o guarda veio abruptamente para livrá-la do choque, ele pensava, pois ela tremia, mas ela se esqueceu dele, se esqueceu daquele rosto lindo de olhos fechados e salpicos de sangue, e já via a Austrália, acenando para ela agora que era livre. Esvaziou os pulmões, e começou seu depoimento.

Anúncios

Sobre gilvas

Pedante e decadente, ao seu dispor.
Esse post foi publicado em Ficções e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s