Marco Bellocchio: Buongiorno, Notte

Buongiorno

Impossível sair da sessão de Buongiorno, Notte, e não lembrar imediatamente de Edukators. O filme alemão levanta as mesmas questões do filme alemão, com algumas variações de enfoque, e também as variações devidas à natureza da nacionalidade.

Descrever as diferenças pode até aproximar mais os filmes. Os italianos fazem um seqüestro organizado, e não um acidente causado por um descuido. Aliás, eles se descuidam, diabos, eles são italianos, bagunçados e estourados, têm de mostrar amadorismo em algum momento! E mostram, mas este não resulta em dano no decorrer do roteiro.

O seqüestrado italiano é calmo e ponderado, e inverte a lógica da lavagem cerebral que tentam lhe impor com um pouco mais de facilidade que seu equivalente alemão. Ainda assim, ambos mostram conhecimento e domí­nio sobre as engrenagens íntimas dos seus respectivos seqüestradores.

A mocinha italiana tem devaneios oníricos, e este é um ponto bem interessante do uso das imagens em Marco Bellochio, criando momentos poéticos e inspirados, e ainda dentro da proposta do roteiro. Outra passagem interessante é a invasão dos policiais à repartição de Chiara, que se assemelha a uma enxurrada de uniformes, como se fossem um evento inevitável. A mesma onipresença policial é utilizada na cena esperta do olho mágico, cortando qualquer necessidade de explicação textual da hesitaçãoo de Chiara em seu plano de libertação da vítima.

O filme investe menos do que se esperaria nas situações de suspense, e prefere apostar na percepção raskolnikoviana de Chiara. É uma aposta feliz, mantendo uma certa tensão, que dá ao espectador a calma de apreciar a obra proposta. O final dúbio, com a realidade executada e a realidade sonhada por Chiara, coroa com êxito esta uniformidade de intenção.

Buongiorno Notte provavelmente causará algum alvoroço em alguns centros acadêmicos politizados, mas, como obra cinematográfica, não ultrapassa com muito vigor a linha média do cinema europeu.

Anúncios

Sobre gilvas

Pedante e decadente, ao seu dispor.
Esse post foi publicado em Cinema Europeu e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Marco Bellocchio: Buongiorno, Notte

  1. Ian disse:

    Ô Gilvas beleza cara? Gostei da tua análise sobre o filme, vista da ótica (blergh… rs) de um cinéfilo! Só tem um probleminha: nunca vi o filme!!! rs
    Abração cara! Nos vemos ae!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s