O Incrível Ladrão de Calcinhas

Domingo frio, fui rever O Incrível Ladrão de Calcinhas, da Companhia Trip de Teatro. A casa estava com metade da lotação, em contraste com o dia em que fui ver Nem a Chuva tem Mãos Tão Pequenas; naquele dia tivemos de pegar cadeiras-extra.

A técnica utilizada é a de marionetes, onde o operador fica à vista do espectador. O roteiro é calcado em referências de cinema noir. O uso da palavra “referências” é um tanto bondoso, pois o foco do trabalho é claramente o da manipulação. O roteiro fica em segundo lugar, e esta menor atenção é notável por certo acúmulo de clichês em várias etapas.

Apesar das várias cadeiras vazias, é um pouco complicado ver todos os movimentos dos marionetes. Vários ângulos cegos se formam com a movimentação. Isto se torna particularmente problemético pelo cuidado que o grupo teve em criar cada conjunto de movimentos. A inventividade deles causa momentos hilários em gestos que seriam triviais em atores humanos, mas que ganham conotação absurda em bonecos. Destaco a cena em que Bill coloca seu sobretudo e a cena excelente em que ele fuma, dá baforadas, e apaga o fósforo com um sopro.

A caracterização, descontado o deslize de alguns clichês, é muito divertida. Há a mulher fatal que se enreda em seus próprios trambiques, o mafioso cruel com fraqueza nas partes baixas, o delegado mandão acompanhado do ajudante burro, o barman latino que está na hora e no lugar errados. Conforme bem lembrado por uma certa mocoronga, o marionete da secretária de Bill não fecha com o seu papel. A Senhorita Type, pela voz e pelos trejeitos, deveria ser uma moça nova e burrinha, do tipo que não tem experiência e que se assusta com tudo. Foi colocada uma senhora, do tipo que deveria se comportar como uma matrona.

No cômputo geral, é divertido sem ofender a inteligência. A piada sobre levitação, na cena final, é ótima, utilizando um recurso específico do marionete em prol de boas gargalhadas. Os ratos também são ótimos.

Anúncios

Sobre gilvas

Pedante e decadente, ao seu dispor.
Esse post foi publicado em Teatro e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para O Incrível Ladrão de Calcinhas

  1. Patricia disse:

    Já vi esse espetáculo 2 vezes.
    É impagável para mim saber que o manipulador trabalha com 7 bonecos (e mais dois ratinhos)…e mesmo assim ter ritmo.Juro: eu volto a ser criança…
    Concordo com você sobre os detalhes mínimos….e muito ricos.
    Acho o Willian um guerreiro por topar essa parada!

  2. Kika disse:

    Aeh!!! Enfim, o bom-humor…
    hehehe

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s