Política

Nem todas as ruas da minha cidade são bonitas. Algumas sofrem com o descaso de moradores que esperam que o poder constituído resolva tudo, sintoma típico do sistema paternalista em que vivemos. Outras são atacadas visualmente por outdoors, nos quais raramente se vê o toque do bom gosto e muito menos a discrição. A discrepância entre as propostas arquiteturais, quando estas existem, de casa distintas também provoca desgosto a quem anda pelas calçadas de Florianópolis. Somos uma cidade abençoada pela Natureza, e não nos preocupamos em dar nossa contribuição para a beleza do espaço que habitamos.

Julho chegou neste ano, e pioraram as coisas. Os postes estão cobertos de cartazes, o chão está repleto de santinhos, carros envergam adesivos. Tudo muito feio, tudo de mau gosto. Cores berrantes, rostos feios, design apelativo; poluição, enfim.

Tudo em nome de um processo pretensamente democrático. Interessante como tudo foi dar errado. Tudo aquilo dos gregos reunindo-se em assembléias para deliberar sobre os destinos comuns. E mesmo os gregos eram uma farsa: apenas os cidadãos de elite podiam votar, e a discriminação era descrita em detalhes: nada de mulheres, devedores, escravos, e por aí vai a lista de excluídos.

Getúlio mudou bastante coisa, e alguns de seus sucessores também, mas a ironia, para não dizer “piada”, continua. Impossível não rir diante da paixão que os reacionários de carteirinha nutrem por Heloísa Helena, barulhenta oposicionista.

Existem duas distâncias a observar. A primeira é a existente entre o ideário do candidato, e o que é impresso na propaganda dele. A segunda é entre o público que o candidato pretende atingir, e aquele que efetivamente atinge. A princípio, todo voto deveria ser bem vindo, mas esta mecânica funciona melhor com candidatos populistas; quando a imagem vendida é de idealista, certos eleitores prejudicam a imagem ilibada do asceta político.

É, o fim se aproxima. Passadas largas.

Anúncios

Sobre gilvas

Pedante e decadente, ao seu dispor.
Esse post foi publicado em Filosofia de Boteco e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s