A Maldição do PPS

Uma das manias mais perversas das pessoas de boa vontade é a de enviar apresentações de slides, os difundidos PPS. Algumas dessas apresentações parecem ser inocentes exercícios de cursos de programas de escritório da empresa de Bill Gates: a pessoa descobre tardiamente a informática, e nela percebe o potencial imenso de colar textos de auto-ajuda sobre cenários bonitinhos, usando formatações exageradas e canções da nova era ou mesmo da Antena Um.

Pode-se pensar, a princípio, que o potencial é o de ajudar as pessoas, motiva-las a enfrentar mais um dia na sociedade idiota que elas mesmas engendraram e mantém. Ledo engano, caro leitor: essas pessoas sorriem compassivamente, mas são criaturas maléficas, seres pérfidos que oferecem uma esperança de salvação aos que sobreviverem aos excruciantes minutos que são necessários para mostrar uma página inteira de texto nessas apresentações. As letrinhas giram conforme aparecem, ou caem, ou surgem ponto a ponto, enquanto o mundo lá fora espera que tu faças alguma coisa.

Onde poderia se esconder a boa intenção? As pessoas, em geral, não gostam de ler, não têm o hábito. Quando muito, lançam-se a devorar diversas vezes a mesma ração de Paulo Coelho, J.K. Rowling, algum derivativo de O Segredo, jornalecos sensacionalistas com estampas de mulheres gostosas na capa. Uma pessoa dessas não vai ter paciência de ler um texto simples em uma mensagem eletrônica, por mais melíflua que seja a promessa de redenção descrita no assunto. Dado que é impossível convencê-la a ler cada linha com atenção, usa-se o estratagema das letrinhas que surgem aos poucos, enlouquecendo aos poucos a já ansiosa legião de usuários de mensagens eletrônicas.

Parafraseando o Ewerton Assunção, “não me mande mais Pooooower Pooooint”.

Anúncios

Sobre gilvas

Pedante e decadente, ao seu dispor.
Esse post foi publicado em Mau Humor e marcado , , , , . Guardar link permanente.

7 respostas para A Maldição do PPS

  1. Julio Cesar disse:

    É por isso que colocar um “fundo musical” nesses ppt fazem toda a diferença Gilvas, hauhauhau.

  2. Kika disse:

    um texto de 2007 na lista dos mais lidos? e com um comentário meu, ainda… que mundo pequeno! 🙂

  3. Pingback: Filtro Solar « sinestesia

  4. orituh@ig.com.br disse:

    oi

  5. Kika disse:

    Gilvas,
    Se eu não soubesse que és um “jovem marmanjo enxuto” diria que eras um velho rabugento de 90 anos.
    Acho graça das tuas implicâncias.
    Não sejas assim tão brabo, garoto… :0)
    Beijo pá tu.

  6. Thiago Ming disse:

    Houve uma época em que minha assinatura de e-mail era essa:

    “Às pessoas que enviam ppts não solicitados:

    Morram.”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s