Cinema Em Casa

O Cineclube Desterro está fechado há um bom tempo, e janeiro ainda parece bem distante, e eu preciso canalizar meu instinto criador de resenhas pedantes no campo do cinema, portanto vou falar do que tenho visto em casa. Aliás, porque eu não pensei nisso antes?

Começarei com Na Ponta dos Pés, que mostra claramente que não leio direito sinopses, ou não dou a devida atenção aos claros sinais de que estou diante de uma bomba. A proposta de fazer Matthew McConaughey efetivamente atuar é considerada uma piada em todo o hemisfério norte, e eu ainda insisto em levar um filme, pretensamente sério, em que ele vem de uma família de anões? Nem a presença da Katie Beckinsale explicaria meu vacilo, até porque botaram roupas ridículas no corpo e palavras exdrúxulas na boca dela. Bom, o diretor Matthew Bright acordou um dia e pensou em fazer um filme concentrando toda espécie de defesa de diversas minorias, juntou tudo na batedeira, e deu nisso. Se houve um momento de lucidez de Bright, bem menos brilhante do que seu sobrenome sugere, foi chamar que Gary Oldman, que tenta bravamente manter alguma coesão num filme que faz água por diversos buracos no casco. Evite. Caso interesse, tenho o DVD, e posso te emprestar. Ou doar. Isso, posso te doar!

Sabendo unicamente que um filme é estrelado por Jim Carrey, qual é a tua vontade de vê-lo? No meu caso, é baixa, apesar do careteiro-mor dos Estados Unidos já ter me dado boas razões para gargalhadas. Ultimamente, entretanto, ele virou o tipo de astro que garante o público do filme apenas por aparecer na capa, obscurecendo todo o restante do elenco e o próprio diretor. Uma coisa meio Eddie Murphy ou Will Smith. Felizmente, Carrey sabe circular entre a gurizada nova de róliude, e aqui temos Judd Apatow, o cara que vem tirando a comédia americana da apatia, com trocadilho e tudo. Carrey está perfeito nesta comédia surreal: sua linguagem corporal e suas caretas dão um brilho especial a cenas como a da disputa pela vaga de exceutivo ou na cena do assalto com máscaras e distorcedores de voz. Alec Baldwin brilha em seu papel-padrão, e como poderia ser diferente? Dêem a um Baldwin um papel óbvio para suas limitadas capacidades, e seja feliz! As Loucuras de Dick And Jane está entre um dos poucos exemplares de cinemão-pipoca que eu veria de novo, apesar desta mania horrorosa que os distribuidores brasileiros têm de colocar a palavra “loucura”, ou suas variantes “louco” e “muito louca”, em quase todo título de comédia.

Receio é o que me ocorre toda vez que coloco para rodar um filme sobre um personagem da Marvel, e se Motoqueiro Fantasma ou a terceira parte de X-Men não conseguem fazer com que você entenda isso, eu terei de desenhar. Este sentimento pode ser aliviado com as dezenas de resenhas babandos os ovos de Jon Favreau e Robert Downey Jr., mas algo reptiliano me ensinou a sofrer previamente pelo tratamento que meus heróis prediletos costumam receber na telona. Eles, os resenhistas que li antes, estavam certos: é um bom filme. Não excelente, entenda, é bom. Os diálogos são interessantes, e o roteiro se sustenta do início ao fim. O personagem-título é levado com firmeza por Downey Jr., o que muitos ironizarão, afinal a queda do ator na lama branca tem um paralelo inevitável com os mergulhos de Tony Stark na marvada cana. Entretanto, é um filme para garotos, para ser assistido bem abastecido de cervejas. Ponha seu cérebro no automático, e divirta-se!

Anúncios

Sobre gilvas

Pedante e decadente, ao seu dispor.
Esse post foi publicado em Cinema e marcado , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

4 respostas para Cinema Em Casa

  1. Pingback: Top Five: Comédias Românticas « sinestesia

  2. O Cineclube volta em janeiro? Já sinto um certo alívio, havia marcado em minha mente, não sei porque cargas d´água, que voltaria lá pelo meio do ano que vem.

    • gilvas disse:

      eu ser poliana otimista, ento falo em janeiro, que a data de que ouvi falar. mas a gente sabe que as coisas nem sempre caminham como queremos.

  3. marcelo de almeida disse:

    Dei um UP GRADE , na minha sala de TV . Nao saio mais para ver filmes ! O que preciso tenho por aqui mesmo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s