Ô Marianaaa-aaaa-aaaa!

1999 corria solto por aqui quando uns barbudos apareceram na trilha da novela. Anna Julia era o nome da música, e Los Hermanos era o nome da banda. Eles ficaram menos famosos do que Jesus Cristo com esta música, tão famosos que depois não queriam mais tocá-la, e passaram a seguir a regra de só compor usando dois acordes por compasso e de preferência acordes cabeludíssimos com sétima na nona da casa do caralho.

Este texto não é sobre a banda liderada por Camelo e Amarante. Eu provavelmente não sou indie o suficiente para falar sobre Los Hermanos. Eu sou um ogro popularesco, e estou aqui para tecer uma homenagem em prosa torta a Mariana Ximenes, musa do vídeo de Anna Julia, o o hit em que os hermanos cuspiram.

Foi lá que eu vi aquela ruiva de uma beleza meio esquisita e angulosa. Ficou ali me lembrando que ela existia, por um ou dois dias. Passou. Um dia, logo depois, ela apareceu dando entrevista. Falou que curtia Borges. Duas vezes. Não era decorado. Eu acreditei. Cara, uma globete que curte Borges. Não interessa se é mentira: ela é linda e curte Borges. Dá vontade de largar uma cantada de pedreiro para cima dela.

A homeopatia, no entanto, é tudo no relacionamento entre eu e Mariana. Ela fez um papel em O Invasor, e outro em O Homem do Ano. Certo, era quase o mesmo papel, mas ela estava perfeita. Eu acho. Se alguém me dissesse que ela não participou de nenhum dos filmes, eu acreditaria. Afinal, ela é uma miragem, e não uma pessoa. Mesmo que eu tenha visto uma foto delas na Caras da Astel quando eu saía da natação e ela da academia. Sim, ela estava sem maquiagem, mas ainda é bem interessante de se olhar do que eu. Mesmo de maquiagem. Não eu, ela. Ou não.

jorge fernando. sem camisa. encostando em alguém. iuc.

Ela andou se metendo em patuscadas, como ser abraçada pelo Jorge Fernando ou participar de uma bomba que eu não assisti, uma que fala de uísque e pedras de gelo e que tinha de ser muito ruim. Que interessa? Ela fez uma penca de novelas, e eu não vi nenhuma delas. Minto: dia desses eu a vi de relance na novela das oito. Coitado do Tony Ramos, é quase um bisão: corno e peludo. Ela estava lá, com um outro vilão canastrão, sendo malvada. Meio ruinzinha ela de malvada intencional. Funciona mais quando ela interpreta algum mal da sociedade, alguma patricinha xarope.

Eu vejo Mariana no xópis Iguatemangue. Junto com minha inspiração oitentista, Maitê Proença. Que beleza de campanha. Para alguma grife. Da qual não lembro. Incrível como a propaganda se preocupa com tanta coisa que a gente acaba nem se lembrando do produto. A campanha nem deve mais estar lá, meses que não entro em xópis de rico.

Fiquei pensando agora na coisa mais óbvia do mundo que é tocar Anna Julia.

Anúncios

Sobre gilvas

Pedante e decadente, ao seu dispor.
Esse post foi publicado em Bobagens e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

3 respostas para Ô Marianaaa-aaaa-aaaa!

  1. TURNES disse:

    Jorge Fernando sem camisa me agride um pouco.

  2. mafra disse:

    ahahahahah
    adorei a dica do twitter.

    ___________________

    cara, conheci a moça durante um evento no qual a ssc se apresentou e te digo, ela é super gentil. e pequenina… dá uma vontade de pegar no colo… ahahahahahah

  3. Kellen disse:

    “acordes cabeludíssimos com sétima na nona da casa do caralho.”
    HAHAHAHAHA, muito boa.
    a tal campanha de que falas é da arezzo. podes assistir a guria interpretando uma patricinha que brinca com mil sapatos e bolhas de sabão (uuuuu, que meigo) aqui: http://www.arezzo.com.br/altoverao2011_happy_hot_summer/#/pt-br/video/Festa

    enjoy.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s