Apenas uma

André Dahmer, o cara por trás dos Malvados, apresentou uma tirinha em que o malvadinho perguntava, em retórica,  o que era melhor do que uma xoxota. O malvadão, filosófico, respondia “duas xoxotas”. Assim como o Dahmer, há muitos a entusiasmar-se com a filosofia da quantidade. Entretanto, dia desses, em meio a uma lata de Heineken em meio a uma faxina, cheguei à conclusão de que o melhor mesmo é uma cerveja. Trezentos e poucos mililitros. Gelada na medida, se acomodou sobre uma batata-suíça pela metade. Perfeita. Um aceno do caminho do meio.

Anúncios

Sobre gilvas

Pedante e decadente, ao seu dispor.
Esse post foi publicado em Bobagens e marcado , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Apenas uma

  1. Direi eu que melhor que qualquer coisa e a coisa que você precisa naquele momento.

  2. Aluísio disse:

    Jeremias muito louco aprova este artigo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s