Inserção

stop-terror-turn-off-tv

Foi apenas uma inserção. Rápida. Entre o enlatado americano insosso na Sessão da Tarde e a mini-geladeira da Globo, que se chama Malhação. Ou foi entre a Malhação e a aguada novela das seis, trazendo emoções pré-mastigadas para os sócios do Clube Corega? Como precisar o momento agora? Bom, foquemos na matéria.

A Patricia Poeta cedeu ao inevitável dedo podre da sua empregadora, e agora parece uma triste bolacha que tenha passado uma semana fora do pacote. A primeira notícia se referia ao novo rebento real; mais Idade Média, impossível. Mais um príncipe ou princesa para ser esquecido na próxima semana. Mais um inglesinho real para aumentar o contingente de gente sem sal no planeta.

O segundo golpe foi o santíssimo padre desfilando pelo Rio. O cara é sovina, bem como o Vaticano estava precisando, e está fazendo um baita alarde com a visita. Diabos, o cara é apenas um chefe de estado! E de uma nação de território minúsculo e corrupção maiúscula. Aquele pessoal que controla as finanças do Vaticano poderia dar aula para os ladrõezinhos aqui do Brasil, estes amadores.

Fico intrigado com esta conexão bizarra que brasileiro tem com o Vaticano. Deve ser porque muito das nossas riquezas foi enviado para lá. Só pode. O império romano se manteve, vestiu a roupagem da religião católica, e o povo se embevece, se comove, se derrete com uma propaganda que foi formatada há quase dois mil anos, mantendo-se desde então tão obtusa quanto uma religião poderia ser.

Quase fico feliz de ouvir uma chamada local, para a neve que retorna, depois de décadas, ao Cambirela. Evito ler o closed caption, o qual sempre me deleita com seus absurdos improváveis; tenho medo de alguém falar alguma coisa sobre aquecimento global.

Finalmente começo a compreender o mecanismo de emburrecimento do indivíduo pela prática da maromba. Não se trata de excesso de músculos ou de ingestão de proteínas ou de audição excessiva de Jovem Pan, mas sim de exposição à programação televisiva. Melhor olhar para o outro lado. Mas é difícil, estou começando a gostar da trama da Malhação…

Anúncios

Sobre gilvas

Pedante e decadente, ao seu dispor.
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s