Sangue, Crueldade e Javalis

ep05materia

A idade chega, e o indivíduo descobre-se necessitado de ir a uma academia, puxar ferro, manter a mínima dignidade muscular. Uma das características da academia são os televisores grandões, sintonizados, mudos, em algum canal ligado a esporte ou aventura, ou na Globo.

A Globo, por exemplo, tem aquela novelinha das cinco e meia, onde os futuros galãs e futuras mocinhas das óperas de sabão tupiniquins são formados, e a escumalha dos atores globais experimenta o gostinho de sair da geladeira. Ressalto que nada tenho contra a Malhação. Toda aquela explosão de hormônios, corpos pubescentes em fúria de doninhas, os estratagemas derivados dos gibis da Mônica, e a possibilidade de observar antropologicamente adolescentes de uma distância saudável, isto tudo tem seu charme.

O que não dá para assistir é ao programa intitulado Sangue, Suor e Javalis, do canal Off. Este canal costuma mostrar uma moçada, uhu, super-empolgada, curtindo muitas aventuras em locais paradisíacos. A coisa é bonita, apesar do povo em geral não primar muito pelo lado intelectual. Eu agradeço pelo televisor estar mudo, pois os comentários são similares aos de jogadores de futebol, com a diferença de que o cenário de fundo é alguma praia ou montanha linda.  Mais uma vez, nada contra gente alegre e uhu.

Bom, eu ia falar sobre Sangue, Suor e Javalis. Este programa se dedica a louvar Marcelo Biju, celebridade do surfe brasileiro de qual só ouvi falar neste programa. Biju é aquele macho de qual os leitores de revistas como VIP têm saudade. Trata-se de um bronco, do tipo que abraça seus amigos broncos e os chama de “bichona”, entre lágrimas.

Biju é o macho brasileiro que conseguiu ser aceito numa praia onde reinam machos havaianos. Broncos, claro. O tipo de macho que demarca o território e define quem pode, ou não, entrar em sua praia. Obviamente “não” é o que mais se ouve nesta praia. Os caras cruzam os braços, fazem cara de mau, mostram suas tatuagens de presidiário, e cobrem de porrada os invasores.

Biju, que faria Jece Valadão se orgulhar, tem uma namorada aparentemente bem mais nova. Ela é uma coadjuvante apagada, sempre protegida pelo heroico Biju. Ela não demonstra dotes intelectuais mais avantajados do que os do supracitado Biju, e confesso que também não nos permite o benefício da dúvida.

Os javalis do título da série existem. Biju os caça, como um macho. Um bronco havaiano explica como um macho deve fazer para matar o javali, este animal que está ali, na sua, sem incomodar o macho brasileiro ou o havaiano. Mas é obrigação do macho, havaiano ou brasileiro, subir nas costas do javali e esfaqueá-lo. Afinal, é isto que machos fazem.

A crueldade com os animais não se limita aos javalis; estes são apenas as estrelas nomeadas do circo de horrores. Há também espaço para a rinha de galos, prática proibida no Brasil desde a constituição de 1988. Bilu é um entusiasta da prática, e encontra diversos amigos  dispostos a trazer seus galos de casa e promover este tipo de disputa tão cara aos broncos testosterônicos.

Que Marcelo Biju seja bronco, isto não é meu problema. É a personalidade dele, que cresceu em uma época bronca. Trata-se de um fóssil setentista, e há dezenas de fósseis do mesmo estilo caminhando pelas ruas. A atitude dessas pessoas é que deveria estar em um museu, numa ala esquecida, e não sendo incensada na televisão. O canal Off, se tem um departamento jurídico, deveria pensar melhor quando se dispõe a transmitir programas que glorificam comportamentos que vão contra a constituição brasileira, por exemplo.

Observei, no ambiente da academia, que a maior parte das pessoas se rende ao encanto bonachão e macho de Biju. Entretanto, há também quem ame a natureza entre os espectadores do canal. Seria bom o departamento de marketing deles verificar se os amantes da natureza, aqueles que não são hipócritas, vão continuar assistindo a programas como o de Biju. Fica a dica.

***

Como post-scriptum, vale uma leitura deste texto que questiona a validade da caça autorizada no controle populacional de animais selvagens.

Anúncios

Sobre gilvas

Pedante e decadente, ao seu dispor.
Esse post foi publicado em Bichos, Mau Humor, Televisão e marcado , , , , . Guardar link permanente.

55 respostas para Sangue, Crueldade e Javalis

  1. Eduardo disse:

    pois é amigo, vc nunca deve ter comido carne. O cara caçava nao por esporte, mas para comer o animal, como sempre foi feito, hoje, a facilidade de comprar animal ja abatido nos supermercados nos faz a falsa ideia de um ser produzido sem vida……se vc é carnivero é um tanto hipócrita teu texto

    • gilvas disse:

      Eduardo. Eu sou vegetariano, mas isso nem vem ao caso. O cara em questão caça por esporte e para demonstrar algo, então o argumento de “caça por necessidade” não se aplica.

  2. Rangel disse:

    Invejozo demais você . Biju , é uma lenda do surf , black thunk e faixa preta de jiu – jitsu ., Um herói , que com seus feitos nunca se acovardou atrais de teclados de um computador e fez história . Você intelectual ., Qual sua obra ? Gostaria de saber ? Salve Marcelo Biju .

    • gilvas disse:

      Eu não invejo a “obra” ou a pessoa do Biju. Só não quero que o Canal OFF divulgue crueldade com animais. É tão difícil entender o que eu escrevi?

  3. gilvas disse:

    Informo que apaguei os comentários do pregador religioso, dado que os mesmos claramente não se relacionavam ao texto que publiquei, prestando-se apenas a mal disfarçada propaganda.

    • Mas leu ! Até o final leu ! E doeu ? ! Sentiu o golpe ! ?
      >
      O motivo que deste é frágil, como os seres humanos …
      >
      Essa conversinha a respeito do Marcelo “Biju” pode ficar nessa interminável insuficiência, ou ganhar maiores contornos e relevância.
      Toda a ação do Marcelo está arraigada num aspecto espiritual, profundo, no seu coração e mente. A sua busca, por um pai (desacompanhado de um, terreno)
      >
      A conversa amplia-se, mas maior parte das vezes é tolida … por tolos.
      >
      A crônica do Marcio Tavares do Amaral, hoje, sábado, em O Globo é suplementar também a essa “conversinha” a respeito do Marcelo “Biju”e do Off.
      >
      Mostra-nos que as pessoas fundamentam suas críticas na filosofia grega,
      esquecendo-se de Kierkgard que lembrou-se da Fé!
      Da fé de Abraão, o pai da minha nação.
      >
      Seu argumento é que a cultura ocidental nasceu no século I,
      do cruzamento, nas suas palavras, “inimaginável” entre a cultura grega do Ser,
      da razão e da filosofia com a cultura judaica de Deus,
      da fé e da religião.
      Na origem desta cultura que ali surgia está a relação entre razão e fé,
      que constitui então sua questão fundamental.
      >
      Inimaginável, também, está sendo a ampliação dessa conversa; Não ?
      >
      Creio que as pessoas se ligaram no link sobre a “descoberta” o que corroborava, mais ainda, para o engrandecimento da conversa.
      Não se apequene não Gilvas.
      >
      Feliz Páscoa, tá chegando !

      • gilvas disse:

        agora sim achei algum alinhamento ao assunto. abraço.

      • Senhores !
        Perco várias oportunidades de amizades, mas não perco a oportunidade de alertar quanto a premência da volta de CRISTO o JEOVAH de lá, que É O JESUS de cá.
        >
        Estou despedindo-me desse encontro, onde cumpri minha tarefa nesse mundo.
        >
        Pena que a conversa final foi deletada, não repetirei o link dos “Códigos Secretos da Bíblia” em respeito aquela ação.
        >
        Pelo amor que vocês tem à sabedoria, a razão e a prudência “se liguem” !
        A PALAVRA não falhará, como nunca falhou;
        Não se deixem enganar. Têm esposas, filhos, correlatos, amigos …
        >
        Cordial saudação e minha final oração.
        >
        SENHOR JESUS, ETERNO !
        Só tu podes transpor essa fronteira DEUS.
        Entre o espiritual, todo continente e a matéria que criaste, CRIADOR !
        Sabendo “isto” que TU ÉS o CRISTO te rogo por todos esses que nos lerão.
        Abre-lhes o entendimento para a tua grandiosa redenção PAI.
        Salva-os da tua ira vindoura DEUS Altíssimo.
        Concede-lhes humildade, contra a soberba.
        Salva-os e aos seus SENHOR DEUS.
        Amém ! Amém ! Amém !

  4. Marcel disse:

    Infelizmente nao consegui ler todos os comentarios, estava interessante, mas na hora que apareceu alguem pregando (com respeito a sua escolha), parei. Nao da p misturar religiao. As opinioes sao individuais, nao curto a rinha e ja fui vegga por 2 anos, mas me amarrei na serie e no Biju, que carisma o cara tem. Queria, alem de parabenizar o debate, corroborar com a serie e com o canal Off. A caca ao javali eh uma pratica comum e legal na ilha devido a necessidade de controlar o proliferacao do animal, na seria, Dane Bay, o principal cacador, vive da terra, caca e pesca como fonte de renda e aobrevivencia, muito mais digno do que eu, que busco no acougue e cheio de substancias que consumo e nunca saberei o nome. Quanto as rinhas, em determinado momento Biju explica para a namorada que isso faz parte da cultura deles e eh muito peculiar em povos que vivem em ilhas espalhadas pelo oceano, em especial no Pacifico. O documentario enfatiza, em toda sua jornada, como Biju se incorporou ao Hawai Style…
    No mais, o bronco, isso realmente ele eh, acaba tornando-se um anti heroi, um cara cheio de defeitos, que deve ter errado muito na vida, mas que possui como principais características um carisma absurdo, associado a uma verdade e fidelidade que se comprova a cada conversa “olho no olho” que ele tem com seus pares.
    Assisti a serie completa, foi animal.
    Grande abraco a Gilvas e todos que postaram.
    Aloha

    • gilvas disse:

      Marcel.

      Excelente comentário. Eu só preciso sublinhar o lance da rinha. As religiões de origem africana são criticadas por ainda fazerem sacrifícios de animais em seus rituais e respondem às críticas dizendo que isso é uma “tradição” deles. Aqui na Ilha de Santa Catarina temos a hedionda farra do boi, que também é uma “tradição”. A ética humana evolui com o tempo; o que era normal antigamente, hoje é inaceitável. Mulheres votam, negros são livres, ainda que haja muito para evoluir ainda, principalmente no que tange aos animais. Novamente, não estou criticando o Bilu, e sim o canal OFF por apresentar um conteúdo questionável sem nenhuma crítica ou comentário.

      Grato pela Atenção.

  5. Gustavo mortari disse:

    O cara eh hardcore, domina pipe, jaws e waimea. É considerado e respeitado pela He nalu. O problema é que o cara faz o estilo surfista bronco original e isso “magoa” os ofendidos intelectuais de plantão… Pensei que esse artigo era sobre a historia do Biju e não para denegrir sua imagem. Vai surfar amigo! Aloha.

    • gilvas disse:

      Gustavo. Vai ler o texto de novo, amigo. Não estou criticando o Bilu, estou criticando o canal OFF.

      • Racecar disse:

        Sinceramente, gostei do documentário, não sou “uhu”, não sou “modinha”, nem mesmo pseudo-intelectual, também não me identifico com extremismos utópicos e preconceituosos. Apesar de ter concordado que a chamada do documentário “Sangue, suor e javalis” quase me fez mudar de canal, pq me soou cruel, e no documentário (apesar de eu ter me distraído na hora da rinha de galos e não ter visto, o que prova pra mim pelo menos que não teve nenhuma enfaze), teve sim uma certa apologia a caça (o que não acho terrível como um genocídio de vacas industriais).

        Depois de entender o documentário, achei o Biju um cara mto legal, na época dele, como documentário me serve, exemplificou uma realidade e não fez apologia.. foi até meio triste a realidade distante que nunca mais volta que o mesmo vive… remete a sentimentos de saudade e de um mundo mais simples…

        Então, canal OFF, parabéns da minha parte… Biju, se um dia ler, tu é um cara mto foda, Black Trunk, que não arrega (e não arrega msm, não é papo de macho, é fato).

        E Gilvas, algumas verdades e alguns exageros, enfim, o seu ponto de vista. Legal você ter se expressado, certamente eu não concordo hoje ctg, quem sabe um dia eu mude… como meu avô mudou em relação a negros… talvez você esteja um passo a frente…

      • gilvas disse:

        Cauan.

        Eu gosto de pessoas que divergem de opinião de forma elegante e inteligente. Te respeito.

        Abraço.

  6. Marciel disse:

    Não seria mais FÁCIL ter mudado de Canal ?… ou não ter visto?… ou simplesmente, não olhar? Acredito que a liberdade de expressão (liberdade para expressar o que pensa) quanto a liberdade de imprensa (usualmente, na forma de noticiar os fatos) ainda existam, ainda mais por se tratar de um canal fechado (Pago) e com classificação de idade… mas porquê não passar um documentário que traz outro tipo de, vida, esporte, caça e cultura? Vejo um texto com ponto de vista muito fechado e, pessoal, que em nada agrega.

    • gilvas disse:

      A beleza da democracia é que eu posso me expressar e você pode se expressar. Eu tenho de me expressar contra o algo que considero cruel em relação aos animais. Não vou “mudar de canal” quando já animais sendo brutalizados.

      • Marciel disse:

        Não consegui ver onde está a culpa do canal Off (deixo claro que não sou “uhu”, não sou amigo do Biju, não caço javalis, e nem recebo do canal Off). Li novamente seu texto, a sua analogia partiu da novelinha das 17:30, passou pelo departamento jurídico do canal, constituição brasileira… tudo isso por você não ter gostado do documentário com uma cultura de um outro Estado, País, País esse com leis duras para todo e qualquer crime. Só não entendi o porque do Canal Off ser culpado, dos telespectadores “uhu” serem cobrados, e até o Biju, esse achincalhado e rotulado, o cara viveu outra cultura, participou e conviveu com outra etnia que mantém as tradições locais… Tudo isso por conta da sua insatisfação pessoal ? Nada contra você, longe disso, só estou tentando entender essa publicação…

    • gilvas disse:

      Marciel.

      O canal OFF apresentou em território brasileiro um programa onde um brasileiro exercita a cultura do “país estrangeiro de leis rígidas”. Tu consegues entender o quanto esta forma de apresentar o conteúdo torna natural a crueldade contra os animais? Eu me pergunto se o problema do canal de comunicação entre eu e você não estaria no fato de tu eventualmente não dar a mínima para se javalis são caçados, se galos são usados em rinhas em programas de televisão.

      Retornando à tua proposição inicial, se eu me contentasse com o que é fácil, eu me juntaria à grande massa conformista da humanidade. Se todos os seres humanos se sentissem confortáveis com o status quo, não haveria evolução nos costumes ou nos princípios éticos.

      • Marciel disse:

        Me desculpe mais uma vez, mas o canal pode e tem o direito de contar em (documentário) a história de um brasileiro que viveu uma cultura de um povo no Estado estrangeiro, me desculpe novamente, o foco principal gira em torno do Biju- surfista, com o rótulo de (Black Trunk), e não Biju Caçador de Javalis fora da lei, ou Biju e suas rinhas – ilegais – de Galo… Seria o mesmo que criticássemos um documentário de um americano que viveu com os nossos índios, e suas culturas… mas enfim, já está claro pra mim que o problema não é o canal Off… nem o Biju… Talvez os americanos e suas leis… gostaria de ver um texto seu sobre a caça aos javalis aqui no brasil, eu não sei se tem, se tiver me marque – por favor, vou compartilhar, mas se não tiver eu sugiro, pois os javalis daqui estão em situação igual ou pior aos do Havaí…

        http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2015/08/1675513-abate-de-javalis-no-brasil-precisa-ser-incentivado-diz-agronomo.shtml

        http://www.oeco.org.br/noticias/26890-autorizada-a-caca-de-javali-europeu-em-territorio-brasileiro/

        http://g1.globo.com/sp/ribeirao-preto-franca/noticia/2015/09/ameaca-lavouras-javalis-sao-alvo-de-caca-autorizada-no-interior-de-sp.html

      • gilvas disse:

        Digamos, inicialmente, que seres humanos realmente sabem o que estão fazendo quando interferem em ecossistemas. Considerando isto, o que o canal OFF mostra não é uma pessoa caçando javalis para controlar sua população, mas uma criatura que se regozija em matá-los, que faz piada disso, piadas de muito mau gosto.

        O programa gira em torno de javalis, ou não haveria a palavra “javalis” no título do mesmo. Tu consegues entender isto ou preferes continuar vendo o Bilu como uma inocente mistura de sociólogo e antropólogo em terras havaianas? Se você não quer enxergar os fatos óbvios, eu não percebo como esta conversa possa chegar em algum consenso.

        Voltando ao abate de javalis em nosso território, qual é a sua opinião? O ser humano realmente tem moral para chacinar criaturas que proliferam em um ecossistema onde não há predadores naturais capazes de controlar sua população?

  7. gilvas disse:

    a partir de hoje, não mais aprovarei comentários que contenham ofensas ou xingamentos. recomendo que as pessoas de má educação a demonstrem em outro espaço. passar bem.

  8. cris disse:

    A galera que a carapuça serviu com o rabo em chamas HAUSHSUSHUSUEUUSSUEUDYEUS

  9. Dylan disse:

    Gilvas, você é um fresco revoltado que deve ter passado boa parte da vida estudando para se ancorar em algum cargo público de “alto nível”, pelo que demonstra na área jurídica, para então sair criticando algumas situações ao qual não concorda, levando para o lado jurídico, mas como cita alguém lá no começo das discussões, que você não deu a devida atenção ao programa para saber do que realmente se tratava. Porém, você se precipitou ao criticar o fato do macho assassinar javalis, sem ter escutado as informações contidas no vídeo, uma vez que você mesmo frisou que a TV esta sem áudio. Julgou o livro pela capa, preconceituoso, sem acha demais. Fresco!

    • gilvas disse:

      dylan.

      começar um comentário me chamando de “fresco” realmente me deixa muito animado com o conteúdo do que virá a seguir. bom, você sabe escrever, o que poderia ser um bom começo caso você soubesse ler.

      sinto decepcioná-lo, mas eu não trabalho como funcionário público, nem na área jurídica.

      dado que fosse este mesmo o problema a que me refiro e que realmente algo de valor era dito, devo presumir que o macho assassinava o javali falando palavras carinhosas, ou talvez lhe dando a extrema unção, caro dylan? me poupe da sua hipocrisia.

      em tempo: o televisor estava com closed caption em alguns dos momentos, então eu pude ouvir as pérolas do seu filósofo predileto, e realmente não vale a pena; é pior do que as cenas do programa.

      • R F M disse:

        Voce é um recalcado e seu sonho seria ser “casca-grossa”, mas pelo visto deve sofrer do complexo de micro-penia.
        Sua mulher te trai e seu pai tem vergonha de você!
        Vira homem rapaz, ou abre logo a carta que você recebeu e ficou com medo de abrir (nela está escrito que você é gay).
        Tenho certeza de que muitas perguntas sem resposta na sua vida se solucionarão.

      • gilvas disse:

        Eu escrevo um texto, e, de repente, tenho dezenas de psicólogos formados se oferecendo para resolver meus problemas, desvendar minha personalidade. Se eu soubesse que era tão simples, teria escrito este texto muito antes!

      • R F M disse:

        Não sou psicólogo, talvez apenas muito mais vivido!
        E não sou recalcado como você.
        Sua superficialidade e conotação tendenciosa apenas mostram algumas das coisas que mencionei previamente.
        Mas que você é um bicholão recalcado isso até uma criança de 5 anos pode ver.
        Fica em paz, você nunca será, foi ou vai ser “CASCA-GROSSA”.
        Invejoso boiolinha da mamãe.

      • gilvas disse:

        nunca serei casca-grossa. ainda bem.

  10. adilson disse:

    Vc é simplesmente um babaca… são tradições locais, são caças autorizadas pelo governo e mais, para o próprio consumo! Vc falou de rinha de galo, mas deixa eu te lembrar uma coisa seu babaca… e as atrocidades que acontece no nosso próprio país seu mané… a caça desenfreada de animais, o ibama que é coisa mais ridícula desse país… o desmatamento incontrolavel… o que me diz? antes de ficar trocidando um programa, que mostra como vive os “nativos da ilha”… pare e pense no que vc faz para mudar alguma coisa em NOSSO PAÍS… o brasileiro é engraçado… ele aponta o dedo pra tudo, mas e pra sí mesmo?? Mais uma coisa também, pare de comentar erros de português ou de como se digita um texto certo!? pois é o primeiro argumento de uma pessoa que não se sabe discutir!

    • gilvas disse:

      1.
      aprenda a escrever.

      2.
      não xingue em uma discussão, senhor “educado”.

      3.
      você não sabe nada da minha vida, mas, pelo seu nível de educação, posso te garantir que eu faço bem mais pelo meu país do que você.

      passar bem.

      • adilson disse:

        1. Rsss. é preciso mesmo aprender a escrever, para “TC” com um comédia como você…rsss

        2. Não te xinguei, vc é um babaca e pronto!

        3. Graças a Deus que eu não te conheço, mas só para refrescar sua memória, você não faz nada pelo país e nem por ninguém!! A única coisa que você sabe, é querer humilhar as outras pessoas, escrevendo que elas precisam aprender a escrever. Muitas vezes queremos muito é só teclar, apresentar um ponto de vista diferente de você. Pois foi você que nos apresentou o assunto. Eu assisti e pesquisei sobre o assunto e, logo vi que sua visão sobre o programa é totalmente fora de contexto. Seus argumentos estão meio atrasados, pois … rs.. agora serei bem educado com você, pois o senhor deveria realmente ter pesquisado um pouco mais, para não dizer “Muito”… sobre o assunto… antes de falar bobagens sobre o programa.

        4. Sou 3º Sargento de Carreira Combatente do Exército Brasileiro, fui em treinamento no grande Amazonas, alguns anos atrás. Você não tem noção das coisas que acontece naquela região. Então não se preocupe tanto assim com javalis… ou com um programa que mostra a realidade sobre as ilhas do Hawaii. Nosso país não tem controle nenhum sobre suas florestas, fronteiras, tráfico de animais…etc.
        Vamos nos concentrar nos nossos próprios erros e deixar essas bobeiras de lado.

        5. Até mesmo uma pessoa com pouco nível intelectual, que tivesse assisto todos os episódios, lembraria que um desses episódios, foi explicado como funciona a caça de javalis naquele país. A população de javalis é tão grande, que em determinada época do ano, é liberado a caça á javalis pelas as autoridades federais.

        6. Pode ficar sussa… rs, eu te acho por ai!!!! KKK

        Absss.

      • adilson disse:

        Escreveram pra vc… Ego de Porcelana!!! KKKKKKKKKKKKKKKK

      • gilvas disse:

        eu não desconheço a situação nos estados do norte do país, um local onde as leis não chegam, e a violência abunda. espero que esta situação, e em breve. realmente, em relação a este problema, pouco posso fazer além de resmungar.

        eu apresentei o assunto, expus meu ponto de vista. a maior parte dos comentários pouco agrega ao assunto, e se resumem a dizer que o autor do texto “não sabe de nada” ou “tem um ego enorme”. grande avanço na discussão, grande argumentação. estou sendo irônico, claro.

        caçar javalis pode ser legalizado no havaí; até aí, beleza. o problema é um canal de tevê divulgar isto no brasil, com legislação bem distinta, com animais levados à beira da extinção por caçadores; o programa deseduca a população, torna a caça uma atividade que faz os machos humanos distintos, gloriosos. e isto está longe de ser verdade.

        não são apenas javalis sendo brutalizados, mas galos sendo postos em rinhas, cães aprisionados a correntes curtas e visivelmente maltratados. este tipo de material, uma vez divulgado por um canal “respeitável” de televisão, pode justificar atos similares aqui no brasil.

        sobre a minha vida, você não sabe nada dela ou do que eu faço por pessoas ou por animais. sugiro que te atenhas ao tópico em discussão, e não envolva minha pessoa em tuas querelas.

        Em 3 de fevereiro de 2014 18:14, sinestesia

      • adilson disse:

        Nossa que legal!!! Você sabe escrever!!!!

        Faça uma boa pesquisa sobre tudo que você está falando meu “camarada”… porque você está colocando alguns pontos que são como tradições indigenas aqui no Brasil. E você não coloca em blog´s ou redes sociais, o que o índio tem ou não que fazer. Então, já que es tão “letrado”, pesquise muito antes de “atirar” tanto assim para todos lados. Sei que é seu ponto de vista, mas você insulta muitas pessoas nesse blog! Ou você acreditou que todo mundo ia escrever coisas maravilhosas sobre seu texto? Por favor né ?!!

        Eu tive a oportunidade de conhecer o “Biju”, certo? E eu trato ele como se fosse um irmão!! Você aceitaria um “BABACA” xingar seu irmão de Ogro?
        Bom… nem quero saber sua resposta. Só digo uma coisa, que ser educado, ter um grande conhecimento, não significa nada se não respeita as outras pessoas.

        Você fala de um programa, mas tá falando é de um cara que ajudou muita gente, muita gente mesmo. E acima de tudo, você atacou muito á ele e o programa, sem mesmo ter assistido a todos os episódios da série e, o principal, sem saber sua história de vida.

        Então só digo uma coisa… respeite a opinião até mesmo de um “andarilho”… pois todos merecem respeito… acho que você não sabe o que é isso de fato!!! Se treina essa arte marcial que diz, deveria ter outra visão do mundo.

      • gilvas disse:

        adilson, você é um cara educado, e, quando fica calmo, consegue escrever de forma bastante articulada. então, você merece respostas dentro desta conversa que estamos tendo. vamos lá.

        tu já refletiste sobre as tradições, então. deve ter notado que nem o biju, e nem sequer uma daquelas pessoas no programa eram índios. eram todos pessoas com carteira de identidade, que votam, têm empregos, ou seja, estão dentro da sociedade. enfim, não são índios.

        seria muito legal se o biju, este cara tão legal, viesse contar suas aventuras, e repensasse alguns momentos delas. ele poderia confessar que, “pou, não fui um cara tão legal assim quando arrebentei as fuças daqueles javalis”. mas não é o caso, ele se vangloria de maltratar animais, e o programa glorifica um cara que maltrata animais. “ah, mas ele ajudou não sei quem a sair da água e bla bla bla…”: esta ladainha já foi, o cara já está fora da água há séculos, mas o biju continua achando legal maltratar animais. e deve achar que todos os defensores de animais são “babacas” ou “frescos”, conforme ouvi de comentaristas, como tu.

        tu podes reler o texto, ou mesmo ler direito, e observar que eu respeito a opinião do biju. aliás, que diferença faria eu desrespeitar a opinião de um truculento tão famoso e tão querido? meu ponto é a glorificação de um comportamento inadequado por conta de uma emissora de televisão, um canal que recebe uma concessão e a utiliza para propagar uma apologia de maus-tratos aos animais.

        se eu não assisti a mais episódios, é simplesmente porque eu tenho nojo do que se passa neles. machismo, especismo, uma postura retrógrada, e diversos pequenos detalhes que não me fazem bem.

        em tempo: você me critica, mas eu me pergunto quantos textos deste blog você leu. me diz aí, quantos?

  11. Frederico disse:

    GILVAS, TENHO PENA DE VOCÊ!

    • gilvas disse:

      frederico, eu não preciso da tua pena; usa esta pena pelos animais que sofrem no programa do canal off para que o teu ídolo se exiba.

  12. Hawaii disse:

    vai seu nerd da bunda branca, cala a boka cara você não sabe de nada !

  13. Neto Silveira disse:

    A minha certeza é de que vc não assistiu todo o programa nem ao menos uma parte dai realmente veria que seus comentários são de estrema falta de base e tão pouco pesquisa sobre nada crueldade hauhuahuah . qual foi a parte de caçar para seu próprio sustento e rinha ser parte integrante da cultura deles que vc não sacou fala muito hein rapaz ta loko vc sabe de alguma coisa mesmo ou quer aparecer quando me falaram dessa sua pagina eu nem acreditei tinha de ver e vi mesmo totalmente infundada e sem chance amigo fale sobre coisas que realmente tem valor amigo como por ex nosso pais que se afunda na m…. e vc perdendo tempo com alguém que como vc mesmo disse nem sabe quem eh kkkkk pesquise informe-se .

    • gilvas disse:

      cara, teu texto é incompreensível, e nem estou falando dos erros de gramática e de digitação. escreve um comentário que eu possa compreender, e a gente volta a conversar.

      Em 30 de outubro de 2013 11:20, sinestesia

  14. rodri disse:

    o ponto é que um ogro monstruoso colocou a vida de outro acima da própria. deve dar pra contar nos dedos as pessoas que fariam isso . a caça de javalis é legal , nao precisa ser nenhuma autoridade para fazer isso . e faz parte da tradição do povo . eu , nunca faria isso , repito , nunca. porém respeito quem faz , acho que o costume e a tradição sao aspectos importantíssimos. ha coisas que eu faco , voce faz , nos fazemos , que eles nao concordam e nem por isso estamos errados , concorda?

    • gilvas disse:

      e você não ajudaria a pessoa? eu mesmo fiz isto uma vez, na praia do santinho, para ajudar uma guria que estava se afogando.

      esta tradição de que falas me parece ser a mesma tradição a que se referem os defensores da tourada, da farra do boi, dos rodeios. se isto é tradição, estou fora.

  15. rodri disse:

    esse ogro monstruoso que voce cita , foi capaz de entrar em um mar com ondas imensas para salvar uma pessoa que nao conhecia da morte . Biju deu sua prancha á ela e saiu nadando . outra coisa , moralmente , de verdade nao tem pq matar um animal , porem esse javalis acabam com a fauna e flora local , entao seu argumento de diversidade é vago . eu nao te conheco , mas voce parece ser bastante egocentrico , pouco instruído e faminto por atenção.

    • gilvas disse:

      ele salvou uma pessoa. um desses egocêntricos de que tu falas, um cara que não deveria ter entrado naquele mar, para começar. é isso o que o cara fez para compensar o seu apoio a rinhas de galo e à caça de javalis? se fosse você no mar, não ajudaria esta pessoa?

      outro ponto: por acaso o biju é uma espécie de autoridade, destacada pelo governo do hawaii, para reduzir a população de javalis nas ilhas?

      Em 16 de outubro de 2013 17:43, sinestesia

    • Neto Silveira disse:

      adorei kkkkkkkkkkkkkk

  16. rodri disse:

    primeiro de tudo , vc sabe pq o Biju é tao respeitado no havaí? provavelmente nao , entao pesquise e reveja seu ponto de vista. pois só o que li nessa crítica foi um bando de palavra bonita ( incluindo vários erros ) sem fundamento .

    • gilvas disse:

      o programa mostra muito bem porque ele é respeitado. o hawaii, a despeito de suas belezas naturais, é lar para um monte de ogros monstruosos, que não respeitam os animais, não respeitam a diversidade. as pessoas mostradas são tacanhas, preocupadas em manter seu cantinho de mundo arraigado nas mesmas tradições grosseiras e cruéis de sempre. estamos no século XXI, caso você não tenha notado.

  17. rodrigo disse:

    Muito roots o comentário.
    Essa era já passou e quem não evoluiu ficou pra traz, Bijuo vc já era meu irmão…
    Vai caçar mongonguinha…

  18. Jones disse:

    A escorregada na constituição é a melhor chance do ativismo entrar fazendo barulho e conseguir resultados.

    A briga de galo mencionada no programa foi em território brasileiro?

    • gilvas disse:

      nopes, foi em território norte-americano, no mítico hawaii. o ponto é que o canal off não se furta a repetir o programa no brasil. ou seja, não é ilegal, é apenas anti-ético.

  19. Ricardo disse:

    Péssima critica!

  20. renatoturnes disse:

    Que horror, mandar o texto pro Off agora!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s