John Kenneth Galbraith: Uma vida em nossos tempos

vida galbraith

O gosto pela leitura tem dominado meus impulsos ligados às Letras nos últimos tempos. Como consequência, algo funesta, reduzi meus esforços na escrita, mais especificamente, de resenhas para os livros que tenho lido. O nome disso é preguiça, e preguiça deve ser combatida. John Kenneth Galbraith é o cara, e vai me ajudar a retomar as resenhas.

Galbraith é um cara que eu conhecia de ouvir falar. Klein fala dele, Monbiot o elogia em seu corajoso A Era do Consenso. Sou o tipo de pessoa que não entende de economia. Fujo do assunto, embora ele seja base ou meio para mudar o mundo como conhecemos. Dificilmente entendo manobras em filmes sobre bolsa de valores, mesmo os golpes aparentemente mais óbvios, e faço cara de paisagem, sorrio amarelo quando o esquema é esclarecido.

Entretanto, Galbraith não é um economista apenas teórico; esta conexão com a realidade torna seus escritos muito mais atraentes. Galbraith é inteligente, e não tem vergonha de declarar isto em diversas páginas deste livro. Ele diverte-se com os adjetivos que outros usam para descrevê-lo; não raro se ouve “pedante” ou “arrogante”. Eu também me divertiria com isto.

Galbraith estava presente em momentos cruciais da história do século XX, e representou papéis críticos e polêmicos. O título deste livro é perfeito, portanto. Nosso heroi possui a habilidade de trazer a economia abstrata para junto das pessoas que são atingidas por elas. Critica abertamente a desumana economia de mercado, e alfineta vigorosamente Milton Friedman e seus lacaios, assim como não tem pena de republicanos e outras cepas de conservadores. Antecipa a preocupação ambiental em décadas, o que só serve para me deixar mais deprimido com a nossa sociedade produtora de lixo durável.

A narrativa é linear, sabiamente dividida em fases. Os grandes assuntos são entremeados de pequenas anedotas sobre figuras históricas, ou não, o que lança uma esclarecedora sobre Galbraith e sobre os outros personagens. Esta alternância garante que o livro ensine sem ser chato e divirta sem desrespeitar a inteligência do leitor. São quinhentas e tantas páginas que fluem deliciosamente.

Anúncios

Sobre gilvas

Pedante e decadente, ao seu dispor.
Esse post foi publicado em Literatura e marcado , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para John Kenneth Galbraith: Uma vida em nossos tempos

  1. Clara disse:

    Lí “A Era da Incerteza” (se não me engano tenho esse livro), leitura admirável assim como a visão dele…gênio da economia…conheci nos tempos de faculdade, tinha um prof.que sempre nos indicava os textos dele daí o gosto pela leitura de fácil entendimento do Galbraith.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s