O maníaco da buzina

Imagem

Segundo o artigo 41 do código de trânsito brasileiro, o uso de buzina é restrito a duas ocasiões:

I) para fazer advertências necessárias, quando houver um risco à segurança do trânsito;

II) fora das áreas urbanas, para indicar o propósito de ultrapassar outro veículo.

É notável, entretanto, que boa parte dos motoristas brasileiros não negam a criatividade e a cretinice que os caracterizam. Escrever um compêndio dos usos cotidianos da buzina consumiria uma boa equipe de pesquisadores por tempo mais do que razoável, além de muitas resmas de inocente papel. Dado que não tenho todos estes recursos, ater-me-ei a alguns casos bem peculiares, comuns no meu entorno.

a. A buzina educativa

Esta buzina pode ser confundida com aquela descrita no item I acima. O motorista buzinador utiliza-se da prerrogativa, assaz comum, de que a primeira pessoa sempre está correta, e os outros, errados. Exemplo: O motorista está em um engarrafamento, que é causado apenas pelos outros, e não por ele, que está ali, numa missão especial, sendo retido e atrasado.

Ao ser fechado numa via ou num cruzamento, lá vai este protagonista da existência a tacar impiedosamente sua mão ao botão da buzina, emitindo, em uma variação enraivecida do buzinês contemporâneo, uma ladainha de imprecações ao outro motorista, o infrator, a criatura que circula no lado escuro, nas sombras da infração.

Após buzinar, o buzinador educador se sente aliviado, consciente de que fez a sua parte no processo civilizatório do trânsito. Pena que, ao focar na buzina, tenha tirado finos de calçadas, ameaçados pedestres e motoristas, ou mesmo sua própria segurança.

Em tempos de jornalistas vociferantes no horário nobre do SBT, fazem coro com o buzinador educador os justiceiros de rua, este pessoal bem intencionado que amarra ladrões de galinha em postes e corre para casa a tempo de bater na mulher e nas crianças da perfeita família heterossexual pregada por Felicianos e Bolsonaros.

b. A buzina elogiosa

Se fosse feita uma estatística séria sobre o tema, creio que se observaria uma forte tendência de motoristas do gênero masculino e heterossexuais a pararem mais vezes em faixas de segurança quando uma fêmea jovem e atraente está a solicitar passagem, em relação a pedestres homens ou pouco atraentes. Já vi isto ocorrer, e não raro o motorista se dá o trabalho de dar aquela buzinadinha de “elogio”, como gostam de sublinhar. Afinal, mulheres adoram ser elogiadas com assovios e apupos na rua, porque não apreciariam uma buzinadinha marota numa faixa de segurança? Óbvio que não, o mané que vá buzinar para a mãe dele, se ele acha tão interessante, tão “elogioso”.

A buzina elogiosa ocorre em qualquer ambiente, e não apenas na faixa de pedestres. Há o motorista que desacelera, emparelha com a moça que corre na calçada; ele buzina seu manifesto de babaquice, e o coroa com uma cereja em forma de adjetivo ao que considera um objeto: “gostosa”. Esta não é, claramente, uma manobra das mais seguras, ainda mais se o indivíduo brande seu celular enorme ou resolve marcar um encontro ali mesmo.

São apenas dois exemplos, e creio que o(a) leitor(a) pode acrescentar inúmeros exemplos de seu cotidiano. Prefiro, todavia, não te enfastiar, dado que já expus meu ponto. É hora de confessar que deslizo em alguns momentos, ao usar a buzina, em quasi-pizzicato, para agradecer ao educado motorista que me deu passagem em algum cruzamento. Educarei a mim a partir de agora, e deixarei que minimalistas acenos de cabeça sirvam como declaração inequívoca da apreciação das demonstrações de cortesia e gentileza.

Anúncios

Sobre gilvas

Pedante e decadente, ao seu dispor.
Esse post foi publicado em Mau Humor e marcado , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para O maníaco da buzina

  1. fanzinha disse:

    Muito bom Gilvas! Não sei qual o tipo de buzina é pior, ambas são de uma imbecilidade enorme. Adorei o termo “buzina elogiosa”. hahaha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s