Jöhann Jöhansson: Englabörn

Johann Johannson é um compositor erudito islandês. Este seu primeiro registro Englabörn une as tradições clássicas ao aparato eletrônico contemporâneo com sutileza talvez maior do que aquela que se observa em artistas similares como Nils Frahm e Oláfur Arnalds. A sequência de dezesseis peças relativamente curtas forma um todo que parte da voz eletrônica que canta Odi et Amo e atravessa todo um mar de percepções de cotidiano até chegar em uma reprise do mesmo tema. A música de Johansson é minimalista. Ela me comove profundamente, me faz repensar a percepção que tenho dos objetos e dos ambientes que atravesso durante meu dia. Um aspecto que salta aos ouvidos é o desenho de um ambiente desolado, provavelmente a própria Islândia ou talvez o interior deste homem em qual pululam subjetividades e introspecções. A audição deste disco proporciona que os arredores sejam percebidos em uma escala de tempo distinto, chamando a atenção para aspectos antes despercebidos. Englabörn é um disco para ser ouvido em estado de comunhão consigo mesmo enquanto ser mergulhado em uma realidade que é ao mesmo tempo eterna e volátil.

Anúncios

Sobre gilvas

Pedante e decadente, ao seu dispor.
Esse post foi publicado em Música e marcado , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Jöhann Jöhansson: Englabörn

  1. Mario Tessari disse:

    Ouvindo a coletânea Englabörn de Johann Johannson, Gilvas captou presumíveis visões do músico e textos literários subjacentes às melodias só possíveis de identificar com a sutileza de quem exercita a “a percepção que tenho dos objetos e dos ambientes que atravesso durante meu dia”.

    Ou seja: a causa e o efeito educativos interagem, se complementam e evoluem em ciclos. O refinamento das percepções depende de ações conscientes. Exercícios intencionais e metódicos ajudam no desenvolvimento da capacidade perceptiva e no desenvolvimento de técnicas literárias. Somente com esforço voluntário, podemos aprender a ouvir, aprender a ler as entrelinhas das diferentes percepções, aprender a captar nuances artísticas e instrumentais.

    Quem se eleva compartilha de percepções mais elevadas.

    • gilvas disse:

      Grato pela análise da análise, meu pombo. Quando puder te levo este e outros discos interessantes para conheceres.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s