Enrique Vila-Matas: A Viagem Vertical

viagemvertical

Com Vila-Matas nada foi fácil. Sentia que ele estava ali, quase fisgado e eu fisgado por ele, mas era só caminhar lado a lado mais umas páginas e aquele completo estranho entrava por algumas vielas pesadas onde meu entendimento atolava e meu interesse tinha de tomar fôlego. Por mais algumas páginas, claro, porém qualquer um veria que o relacionamento não ia bem. Não sou cabra de desistir e nem Vila-Matas, dono de extensa produção. Não, não ia ficar assim. A gente foi se conhecendo, ele gracejava de modo sinistro e eu ria de seu humor negro, de suas invenções ora eruditas ora simplesmente invenções, eu ficava perdido porque a graça estava justamente nisso, se perder e não tentar entender de onde vem a calma desse cara. Cheguei ao quinto livro de uma procissão por vir e acho que agora te peguei, Vila-Matas. O título é cabuloso, Vila-Matas é tão bom quanto, ou até melhor que, Kundera quando se trata de títulos cabulosos. A Viagem Vertical. Misterioso, incógnito, não dá para tirar muita conclusão de um título assim, exceto curiosidade. Setenta anos tem o protagonista, que se privado de repente de tudo o que construíra em sua vida para enfim descobrir que poderia haver uma outra vida para viver ou pelo menos viajar nessa linha vertical que lhe ocorre em meio a diversas explosões rabugentas. Personagens passeiam por esta viagem de descobertas de alguém que tinha pensado que tudo havia sido vivido e que os sonhos da juventude estavam perdidos. Seu sobrinho bêbado, seu primogênito em crise, seu caçula pintor banal de portos metafísicos, sua filha adúltera, equipes de esportistas sofredores em um avião, rodas de velhos esperando pela morte, cafés intelectuais onde se lutam batalhas intensas à beira da humilhação potencial. Sim, posso dizer que este é o primeiro Vila-Matas que me desceu redondo. Estou até com medo de ler os próximos. Será que devo desistir da festa no auge?

Anúncios

Sobre gilvas

Pedante e decadente, ao seu dispor.
Esse post foi publicado em Literatura e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s