Arquivo da tag: política

Ben Myers: Inside The Muscle Museum

O fim do século é um evento que parece não ter efetivamente ocorrido naquele distante 1999. O século novo deve começar no ano zero ou no ano um? Esta dúvida pode ter feito o suspense se manter por mais um … Continuar lendo

Publicado em Literatura, Música | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Salman Rushdie: The Satanic Verses

É madrugada de um feriado religioso enquanto escrevo estas linhas, ocasião muito apropriada para relatar minhas impressões sobre um livro que se chama “Os Versos Satânicos”. Pode-se dizer que estou atrasado cerca de trinta anos. Foi no final dos anos … Continuar lendo

Publicado em Literatura | Marcado com , , , | 1 Comentário

Bong Joon-Ho: Okja

Okja se equilibra como entretenimento eficiente enquanto busca injetar consciência e reflexões profundas em espectadores potencialmente catatônicos. Até que ponto Bong Joon-Ho conseguiu alcançar seu aparente intento?

Publicado em Cinema | Marcado com , , , | 1 Comentário

Chuck Palahniuk: Condenada & Maldita

Fui matar meu jejum de Chuck Palahniuk anos após ter lido o obrigatório Clube da Luta e encontrei mais do mesmo. Isto é bom? Ainda não tenho certeza.

Publicado em Literatura, Uncategorized | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Famintos e Furiosos

Eu já pedi muita comida pelo telefone. Pizza, China in Box, japonesa daquela que tem câmera online mostrando o cara preparando seus enroladinhos, comida italiana, mais pizza, provavelmente pizza foi o que mais pedi pelo telefone. Eu não cheguei a … Continuar lendo

Publicado em Filosofia de Boteco | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Michael Sandel: Justiça

O discurso dos botecos não raro desemboca em alguma variação da declaração libertária cujo conteúdo poderia ser resumido na frase “tudo é permitido desde que não esteja ferindo o direito dos outros”.

Publicado em Filosofia de Boteco, Literatura | Marcado com , , | Deixe um comentário

Uma fábula

Há muito em uma província mais do que distante, havia um país chamado Bracil. Como em uma matrioska, dentro deste país havia uma região chamada Cul. Dentro da região se acomodava, bem no centro, um estado chamado Canto Satarino.

Publicado em Mau Humor | Marcado com , | Deixe um comentário