Arquivo do mês: março 2015

André Gide: O Imoralista

O Imoralista é uma novela curta, cerca de cento e cinquenta páginas, escrita em prosa cuja deglutição não demanda maiores dificuldades e ainda provê algum nível de entretenimento. A orelha do livro declara que este livro é o primeiro de … Continuar lendo

Publicado em Literatura | Marcado com , , | Deixe um comentário

Claudia Wallin: Um País Sem Excelências e Mordomias

Neil Hannon declara, em uma canção de seu disco Fin de Siècle, que vai se mudar para a Suécia quando seu trabalho estiver terminado. Seja qual for o trabalho a que Hannon se refere, a canção leva o nome deste … Continuar lendo

Publicado em Literatura | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Cranes

Cranes é uma banda que sempre esteve no meu radar mas que, por alguma razão, teimosia talvez, eu não trazia para a minha discoteca pessoal. Depois de muita recomendações, de pessoas e de aplicativos, como o LastFM, fui ouvir. Como … Continuar lendo

Publicado em Eletronices, Música | Deixe um comentário

Tempestade: Um rascunho

O encanto pelas tempestades ocorre a outras pessoas, conforme me informam mensagens, imagens, pensamentos e outros registros reais ou virtuais. Porém, cada gosto se reveste das peculiaridades daquele que sedia este gostar. Para mim o prazer da tempestade se encerra … Continuar lendo

Publicado em Natureza | Marcado com , , | Deixe um comentário

John Updike: O Sabá das Feiticeiras

Ainda que Updike não seja um nome tão popular no imaginário literário tupiniquim, é difícil quem não tenha assistido à versão cinematográfica de seu Bruxas de Eastwick, estrelado por elenco de peso. A editora Círculo do Livro adaptou o título … Continuar lendo

Publicado em Literatura | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Fonte para gatos

Eu e minha esposa buscamos, por alguns meses, uma fonte d’água corrente para nossos felinos. Atualmente eles tomam água de tigelas de cerâmica que eu comprei na Liberdade. A água se mantém mais fresca do que se acondicionada em uma … Continuar lendo

Publicado em Bichos | Marcado com , , | Deixe um comentário

Ficção No. 57

Os primeiros degraus são simples. Os olhos estão fechados, mas este caminho já foi percorrido inúmeras vezes. Descalço, consegue reconhecer até mesmo as texturas de cada piso frouxamente personalizado por um expediente pseudo-aleatório em uma fábrica anônima. Conhece o número … Continuar lendo

Publicado em Ficções | Marcado com , , | Deixe um comentário