Arquivo do mês: novembro 2005

Breno Silveira: Dois Filhos de Francisco

Esta coluna assume hoje um papel especial, desmistificador, e que pode salvar o leitor incauto de comprar uma falsa premissa ofertada abundantemente na mídia. E o fará de forma rápida: não assista a Dois Filhos de Francisco! Agora, quem tem … Continuar lendo

Publicado em Cinema Mercosul | Marcado com , , , , , , , , | 7 Comentários

Cirrus

Há algo de novaiorquino em andar no ônibus da Beira-mar Norte, e os desavisados poderiam ser levados a pensar que reputo aos tais coletivos a mesma tradição de chatice dos filmes recentes de Woody Allen, o que estaria, definitivamente, muito … Continuar lendo

Publicado em Mau Humor, Natureza | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

Haikai

Na terra do Sol Nenhuma em mil gotas Resiste no chá

Publicado em Oriente | Marcado com , , , , | 2 Comentários

Régis Wargnier: Est Ouest

Certa vez li uma reportagem sobre o sucesso do Paulo Coelho entre os franceses, e lembro claramente de um comentário de algum especialista em literatura: “o mau gosto dos franceses é igual ao mau gosto de qualquer pessoa em qualquer … Continuar lendo

Publicado em Cinema Europeu | Marcado com , , , , , , | 3 Comentários

I’ll Follow You Into The Dark

Verão comendo solto, e, ah, as pernas brancas adornando os vestidos nas calçadas cálidas. Floripa tem um dos verões mais gostosos, e isso se deve, em parte, à brisa fria que serve a quem caminha pelas praias e pelas ruas … Continuar lendo

Publicado em Música | Marcado com , , , , , | 2 Comentários

Kathy’s Song

Kathy’s Song é a canção que fez, em meu universo paralelo, o Apoptgyma Berserk uma banda de um sucesso só. Caso isso não fosse o suficiente, bastaria que isso ocorreu apenas por causa do remix brutal que o VNV Nation … Continuar lendo

Publicado em Eletronices | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Simples

Quando era jovem, fazia o impossível para ser o Príncipe Hamlet, Raskolnikov, Charles Baudelaire, Edgar Allan Poe, Lord Byron – um personagem prestigioso e desventurado. Agora não. Tento ser sereno e pelo menos duas ou três vezes ao dia me … Continuar lendo

Publicado em Filosofia de Boteco, Literatura, Música | Marcado com , , , , , | 3 Comentários