Arquivo da tag: morrissey

Duas mentiras sobre o amor

Há duas mentiras muito arraigadas sobre o amor. Ou mais. Eu não saberia dizer se há outras. Se houver, eu sei dizer que, neste momento, são essas duas as que protagonizam minhas ideias. Estas mentiras são cantadas em poemas, em … Continuar lendo

Publicado em Filosofia de Boteco | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Adorado Esteban

Naquele início cinzento de uma mau humorada noite paulistana, eu estava sentado do lado de fora do Citibank Hall. Eu conversava com meu amigo Renato Turnes sobre amores, ilusões, amigos, filmes, aviões, o dia, a chuva, as roupas dos outros … Continuar lendo

Publicado em Música | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Leandro Leal: Quem vai ficar com Morrissey?

Grandes escritores escreveram grandes livros sobre assuntos banais. Escritores banais escreveram grandes livros sobres assuntos grandiosos. Apesar disso, é improvável que escritores banais escrevam um grande livro sobre assuntos banais.

Publicado em Literatura | Marcado com , , | Deixe um comentário

Tony Fletcher: The Smiths – A Biografia

Por algum curioso lapso da disponibilidade de discos ou da vontade humana, eu fui um fã do Morrissey antes de ser um fã dos Smiths. Creio que, independente de quando começou o processo, fãs die-hard dos Smiths são antes fãs … Continuar lendo

Publicado em Literatura, Música | Marcado com , , , | 3 Comentários

Unhappy Birthday

Completei trinta e cinco anos neste mês. Apesar de não ser uma idade adequada ao completo desenvolvimento da rabujice, os sintomas já são notáveis. Na verdade, eles já eram bastante salientes durante a fase final da adolescência, e aniversários eram … Continuar lendo

Publicado em Filosofia de Boteco, Mau Humor | Marcado com , , , | 11 Comentários

Bennett Miller: Capote

As árvores são recortadas de cinza em suas formas seca no Kansas que Truman Capote visita. Apesar do óbvio descritivo, é difícil encontrar nele o que Morrissey parecia adorar, a ponto de adornar uma capa de compacto com ele. Nunca … Continuar lendo

Publicado em Cinema Gringo | Marcado com , , | 4 Comentários

Gene: Libertine

O Gene apareceu em minha vida em um delicioso clipe do primeiro disco deles; a canção,  Sleep Well Tonight. O som era descaradamente calcado na escola Smiths, e o vocalista Martin Rossiter poderia ser processado a qualquer momento pela primadonna … Continuar lendo

Publicado em Música | Marcado com , , , , | 1 Comentário